Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Estudo diz que gripe aviária pode matar 142 milhões de pessoas


Do Diário OnLine
Com a AFP

17/02/2006 | 12:19


Uma eventual pandemia de gripe aviária poderia matar 142 milhões de pessoas e custar US$ 4,4 trilhões, segundo um estudo publicado nesta sexta-feira por cientistas australianos do Lowy Institute.

O relatório indica que, mesmo se uma pandemia for moderada, a propagação do vírus entre os humanos teria um impacto notável. "No melhor cenário, 1,4 milhões de pessoas morreriam e o custo da doença ficaria em cerca de US$ 330 bilhões", ressalta o estudo.

Os países em desenvolvimento sofreriam as maiores conseqüências econômicas da pandemia, enquanto que América do Norte e Europa seriam menos afetadas.

Um laboratório australiano anunciou que , nesse caso, uma vacina criada a partir de amostras de aves contaminas pelo vírus H5N1 pode ser desenvolvida em até seis semanas.

Precauções - Os veterinários da UE (União Européia) adotaram nesta quinta-feira medidas de sacrifício obrigatório de aves de criação caso o vírus da gripe aviária seja detectado num criadouro avícola do bloco.

O sacrifício atingirá todas as aves de criação da granja contaminada, assim como as das criações vizinhas, se forem descobertos casos suspeitos.

As novas medidas incluem o isolamento de uma área de três quilômetros em torno do lugar onde for achado o animal doente e uma zona de vigilância de sete quilômetros adicionais. Nesse raio de 10 km, as aves de criação serão sacrificadas.

Até o momento, os casos de gripe aviária detectados na UE só afetaram aves selvagens.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Estudo diz que gripe aviária pode matar 142 milhões de pessoas

Do Diário OnLine
Com a AFP

17/02/2006 | 12:19


Uma eventual pandemia de gripe aviária poderia matar 142 milhões de pessoas e custar US$ 4,4 trilhões, segundo um estudo publicado nesta sexta-feira por cientistas australianos do Lowy Institute.

O relatório indica que, mesmo se uma pandemia for moderada, a propagação do vírus entre os humanos teria um impacto notável. "No melhor cenário, 1,4 milhões de pessoas morreriam e o custo da doença ficaria em cerca de US$ 330 bilhões", ressalta o estudo.

Os países em desenvolvimento sofreriam as maiores conseqüências econômicas da pandemia, enquanto que América do Norte e Europa seriam menos afetadas.

Um laboratório australiano anunciou que , nesse caso, uma vacina criada a partir de amostras de aves contaminas pelo vírus H5N1 pode ser desenvolvida em até seis semanas.

Precauções - Os veterinários da UE (União Européia) adotaram nesta quinta-feira medidas de sacrifício obrigatório de aves de criação caso o vírus da gripe aviária seja detectado num criadouro avícola do bloco.

O sacrifício atingirá todas as aves de criação da granja contaminada, assim como as das criações vizinhas, se forem descobertos casos suspeitos.

As novas medidas incluem o isolamento de uma área de três quilômetros em torno do lugar onde for achado o animal doente e uma zona de vigilância de sete quilômetros adicionais. Nesse raio de 10 km, as aves de criação serão sacrificadas.

Até o momento, os casos de gripe aviária detectados na UE só afetaram aves selvagens.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;