Fechar
Publicidade

Domingo, 7 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Crescem exportações e vendas de veículos

Dênis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Produção das montadoras também subiu: 0,4% em abril ante março, segundo dados da Anfavea


Das Agências

11/05/2022 | 08:47


Os números de abril confirmaram as expectativas de uma reação do setor automotivo no segundo trimestre. Com destaque à média diária de vendas e às exportações, todos os índices aferidos pela Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) melhoraram no mês, apesar dos feriados de Páscoa e Tiradentes, que fizeram abril ter dois dias úteis a menos com relação a março.

Apesar de várias interrupções de fábricas por conta da falta de semicondutores (incluindo a Volkswagen, no Grande ABC), a produção de autoveículos em abril foi de 185,4 mil unidades, 0,4% a mais que no mês anterior. Na comparação com abril de 2021, quando a crise global de componentes eletrônicos ainda não era tão alarmante, houve queda de 2,9%. No acumulado do ano, o recuo é de 13,6% frente ao primeiro quadrimestre do ano passado.

As vendas também tiveram boa reação, com média diária de 7.750 unidades em abril (a melhor desde dezembro), contra as 6.991 unidades/dia de março. No total, 147,2 mil unidades foram licenciadas, alta de 0,3% sobre março e baixa de 15,9% comparado a 2021.

“Poderíamos ter resultados de vendas ainda melhores se não fosse a persistente limitação de oferta provocada pela crise dos semicondutores”, explicou Márcio de Lima Leite, presidente da Anfavea. “Apesar da inflação e da alta dos juros, ainda identificamos uma demanda reprimida de clientes particulares e sobretudo de locadoras, e os bons números de venda deste início de maio são indicadores dessa tendência.”

Os números mais animadores são os de exportações, que acumulam alta de 17,9% sobre o primeiro terço de 2021, com total de 153 mil unidades embarcadas ao Exterior. Foram 44,8 mil em abril, crescimento de 15,2% sobre março e de 32,3% sobre abril do ano anterior. É o melhor resultado para o quadrimestre desde 2018.

PRODUÇÃO
A produção das montadoras deu sinais de reação no mês passado, quando 185,4 mil veículos foram fabricados no País na soma de todas as categorias: carros de passeio, utilitários leves, caminhões e ônibus. O resultado praticamente repete o volume de março (leve alta de 0,4%), apesar de abril ter sido um mês com três dias úteis a menos. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, a produção da indústria de veículos caiu 2,9%.

No acumulado dos quatro primeiros meses do ano, período no qual 681,6 mil veículos foram montados no Brasil, o setor segue no vermelho, com queda de 13,6% no comparativo com 2021. A diferença tem entre as explicações a falta de peças, principalmente componentes eletrônicos, que vem provocando paradas de produção em fábricas tanto de carros quanto de caminhões.

EMPREGO

O balanço da Anfavea mostra ainda que o emprego nas montadoras de veículos ficou estável em abril, quando apenas 24 postos de trabalho fecharam no setor. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;