Fechar
Publicidade

Sábado, 13 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Na Missa do Trabalhador, bispo pede voto consciente

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Fiéis lotaram celebração, que ocorreu na Igreja Matriz de São Bernardo, no Centro da cidade


Daniel Tossato

01/05/2022 | 20:52


Durante a tradicional missa em homenagem ao Dia Internacional do Trabalho, na Igreja Matriz de São Bernardo, o bispo da Diocese de Santo André, dom Pedro Carlos Cipollini, declarou que as pessoas devem ter plena consciência em quem deverão votar para os cargos do Legislativo e do Executivo na eleição que tem previsão para ocorrer em outubro deste ano.

Para uma igreja repleta de fiéis, mas com ausência de figuras políticas – somente o deputado federal por São Bernardo Vicente Paula da Silva, o Vicentinho (PT), esteve presente – o sacerdote também pediu para que as pessoas que compareceram à missa para que prezem pela democracia do País, que segue sendo atacada.

“A onda de ameaça ao estado democrático de direito transforma adversários em inimigos, desmonta conquistas e direitos consolidados, deteriora o tecido social e desvia o foco dos direitos fundamentais. Nossas escolhas para o Executivo e para o Legislativo determinarão o projeto da Nação que desejamos. Urge no exercício da cidadania agir com consciência política”, declarou bispo Cipollini durante o sermão da missa.

O religioso prosseguiu a eucaristia mantendo o tom político e também reservou fala sobre a possibilidade de “ruptura institucional” que existe no Brasil, salientando que este fato é propagado abertamente por políticos do País, em recado direto ao presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), mesmo que não tenha dado nome.

“Não existe alternativa no plano democrático e fora da política com ativa participação no processo eleitoral. Tentativas de ruptura da ordem institucional, hoje propagadas abertamente, buscam colocar em cheque a lisura do processo eleitoral. Reiteramos nosso apoio às instituições da República, particularmente os serviços públicos que se dedicam em garantir a transparência das eleições”, afirmou dom Pedro Cipollini.

No fim da celebração, o bispo ainda elencou algumas ameaças que podem perturbar o bom andamento do poder público. Entre elas o padre citou as fakenews como uma das mais importantes. “Outra ameaça é a das fakenews, que através da mentira e do ódio ceifa candidatos. É fundamental compromisso autêntico com a verdade. Conclamamos a sociedade brasileira a participar das eleições com consciência. E devemos levar em consideração candidatos e candidatas comprometidos com a verdade”, disse.


Durante todo ato religioso, não foi difícil ver fiéis orando em busca de um emprego ou até mesmo a permanência no serviço, já que a crise econômica trazida pela pandemia da Covid-19 ainda reflete, principalmente, na retomada financeira em diversos setores do País. Esse foi o caso de Renato Siqueira, 42 anos. O homem rezava para que seguisse trabalhando. “Sempre venho à igreja orar, mas desta vez estou pedindo para que consiga permanecer no serviço. As coisas ainda não estão fáceis”, declarou o homem, que trabalha em pequeno escritório de contabilidade. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;