Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 26 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Judeus pedem vingança durante enterro de bebê


Do Diário OnLine

01/04/2001 | 16:00


Os judeus pediram vingança neste domingo durante o enterro do bebê de 10 meses judeu que foi morto por palestinos na última semana na cidade de Hebron, na Cisjordânia.

A segurança em Hebron foi reforçada durante o cortejo dos judeus até a cova onde foi enterrado o bebê que estava enrolado em um pedaço de veludo azul com a estrela de Davi bordada.

O rabino Dov Lior afirmou que o governo se vingará contra seus inimigos por causa da morte do bebê e de todos os outros judeus que morreram durante a guerra.

Os judeus tinham decidido anteriormente que só enterraria o corpo do bebê quando o exército israelense rendesse a população palestina. Os judeus mudaram de idéia para que a família pudesse ter uma semana de luto antes do feriado de Páscoa judaica que será no próximo final de semana.

O chefe de segurança palestino Mohammed Dahlan afirmou que Israel seqüestrou seis membros da Foça-17, unidade de segurança palestina. Dahlan pediu para que Israel liberte os palestinos.

Desde o início dos conflitos em setembro de 2000, já morreram aproximadamente 367 palestinos, 13 árabes-israelenses e 69 israelenses.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Judeus pedem vingança durante enterro de bebê

Do Diário OnLine

01/04/2001 | 16:00


Os judeus pediram vingança neste domingo durante o enterro do bebê de 10 meses judeu que foi morto por palestinos na última semana na cidade de Hebron, na Cisjordânia.

A segurança em Hebron foi reforçada durante o cortejo dos judeus até a cova onde foi enterrado o bebê que estava enrolado em um pedaço de veludo azul com a estrela de Davi bordada.

O rabino Dov Lior afirmou que o governo se vingará contra seus inimigos por causa da morte do bebê e de todos os outros judeus que morreram durante a guerra.

Os judeus tinham decidido anteriormente que só enterraria o corpo do bebê quando o exército israelense rendesse a população palestina. Os judeus mudaram de idéia para que a família pudesse ter uma semana de luto antes do feriado de Páscoa judaica que será no próximo final de semana.

O chefe de segurança palestino Mohammed Dahlan afirmou que Israel seqüestrou seis membros da Foça-17, unidade de segurança palestina. Dahlan pediu para que Israel liberte os palestinos.

Desde o início dos conflitos em setembro de 2000, já morreram aproximadamente 367 palestinos, 13 árabes-israelenses e 69 israelenses.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;