Fechar
Publicidade

Sábado, 13 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Maicon faz 2, Corinthians supera Boca e lidera

Agência Corinthians/Rodrigo Coca Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Mesmo sem o técnico à beira do campo, time mostra raça e chega aos 6 pontos no Grupo E



26/04/2022 | 23:39


Finalmente o torcedor do Corinthians conseguiu dormir tranquilo - pelo menos pelo o que a equipe apresentou no primeiro tempo. Nesta terça-feira, na Neo Química Arena, o time mostrou todo o brio que faltou nos últimos jogos e, com dois gols de Maycon, venceu o Boca Juniors por 2 a 0, em jogo válido pelo Grupo E da Libertadores. Se não foi uma apresentação magnífica em termos técnicos, ao menos o time se superou na base da raça, voltou a dividir as bolas com vontade e agora termina a primeira metade da sua chave no torneio continental com seis pontos em três jogos, ficando assim mais perto da classificação para as oitavas de final da competição.

Sem o técnico Vítor Pereira, afastado por ter sido contaminado pelo vírus da covid-19, o Corinthians foi dirigido à beira do campo pelo auxiliar Filipe Almeida, que assim como o treinador, é português.

Depois de começar levando gols antes dos cinco primeiros minutos em várias partidas nas últimas semanas, ontem foi a vez do Corinthians começar o jogo "mordendo". O time adiantou a marcação, pressionou e fez o seu primeiro gol logo aos cinco minutos. Fagner recebeu de Renato Augusto pela direita e fez um ótimo cruzamento para Maycon, que apareceu na área e cabeceou sem chances para o goleiro Javi García - 1 a 0 Corinthians.

A equipe alvinegra nem parecia aquela que, no último sábado, assistiu ao Palmeiras, o seu maior rival, jogar tranquilo e vencer o clássico válido pelo Brasileirão por 3 a 0. Com muito mais disposição, o Corinthians jogou com Adson aberto pela direita, Willian pela esquerda e com Renato Augusto e Maycon dando trabalho para os argentinos pelo meio.

Nos primeiros 45 minutos, o time teve mais boas chances de ampliar. Adson apareceu bem por duas vezes, mas na primeira bateu fraco e na segunda foi travado na hora do chute. Renato Augusto chutou por cima uma outra boa chance e Willian fez ótima jogada, mas ninguém apareceu para empurrar a bola para o gol.

Do outro lado, o Boca Juniors sofria para fazer uma mísera jogada. Sua melhor chance surgiu aos 21, quando Medina cruzou rasteiro e Vásquez tentou de carrinho.

No intervalo, Filipe Almeida fez uma série de alterações que pioraram o time. Nos 45 minutos finais o time recuou, chamou o Boca Juniors para seu campo e correu riscos.

Se o Boca Juniors não conseguia nem assustar o goleiro Cássio, o Corinthians voltou a subir ao ataque para definir a partida. Aos 33 da segunda etapa, Maycon ganhou disputa no meio-campo e abriu na esquerda para Willian, que arrancou e deixou para Róger Guedes, que foi para a linha de fundo e bateu cruzado. No rebote, Maycon chegou com fôlego para estufar a rede e decretar o resultado final do jogo.

PRISÃO. Antes do jogo começar, um torcedor do Boca Juniors foi filmado imitando um macaco na divisa entre a torcida argentina e os corintianos. Identificado pelas autoridades, ele foi detido no intervalo da partida pela Polícia Militar e permaneceu em custódia. Após a partida, ele seria encaminhado ao 24º Distrito Policial (Ponte Rasa). Autuado em flagrante, ele responderá pelo crime de injúria racial (artigo 140, parágrafo 3º do Código Penal brasileiro), que prevê reclusão de um a três anos e multa.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 2 X 0 BOCA JUNIORS

CORINTHIANS: Cássio, Fagner, J.o Victor, R. Gustavo e Fábio Santos; Du Queiroz (Cantillo), Maycon e Renato Augusto (Paulinho); Adson (Mantuan), Willian e Jô (Róger Guedes). Técnico: Filipe Almeida (Auxiliar).

BOCA JUNIORS: Javi García; Advíncula, Aranda, Zambrano e Fabra; Medina (Zeballos), Fernández, Ramírez (Varela) e Óscar Romero; Salvio e Vázquez (Benedetto).Técnico: Sebastián Battaglia.

GOLS: Maycon, aos 5 minutos do primeiro tempo e aos 33 do segundo.

CARTÕES AMARELOS - Fagner, Renato Augusto, Du Queiroz, Raul Gustavo, Medina, João Victor, Benedetto e Fabra.

ÁRBITRO: Andrés Matonte (URU).

RENDA: R$ 4.611.628,25.

PÚBLICO: 44.313 pagantes.

LOCAL: Neo Química Arena.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;