Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 9 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Consumidores contam prejuízos após mais de 40 horas sem energia

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Doceria no Centro de São Caetano perdeu R$ 2.000 em sorvete; moradores do Batistini, em São Bernardo, dizem que o que tinham na geladeira estragou


Renan Soares
Carolina Helena
Especial para o Diário

26/04/2022 | 00:29


A interrupção no fornecimento de energia elétrica em vários bairros do Grande ABC durante o fim de semana causou prejuízo, principalmente para os comerciantes. Os problemas começaram na manhã de sábado, quando forte ventania derrubou árvores e galhos nos fios da rede. Alguns locais chegaram a ficar mais de 40 horas sem o serviço.

Em São Caetano, Willian Monteiro, 32 anos, encarregado de uma doceria no calçadão da Avenida Conde Franscisco Matarazzo, no Centro, contabilizou perda de ao menos R$ 2.000 em sorvetes que estavam no freezer e não resistiram a quase 40 horas sem refrigeração adequada. Ele ainda disse que três aparelhos de nobreak, usado justamente para evitar o desligamento imediato dos aparelhos, também não resistiram ao apagão que aconteceu no bairro.

“Aqui bateu um vento ou choveu, já era. Se ameaçar chover cai a energia. No sábado a gente fecha às 18h, mas no início da tarde a luz acabou. E pode ver o tamanho da loja, conforme mais fundo, mais escuro. Então, não tem como ficar com a loja desligada. Com a luz tudo apagada e o sistema desligado tivemos que fechar e ir embora”, lamentou Monteiro, que não somou no valor do prejuízo o tempo em que a loja precisou ficar fechada.

Outro bairro que sofreu com muitas horas sem energia elétrica foi o Batistini, em São Bernardo. Uma das vias mais afetadas foi a Rua Antonio Battistini. De acordo com moradores do local, o serviço foi interrompido às 9h do sábado e só retornou integralmente à 1h de ontem, ou seja, foram 40 horas no escuro.

“Perdi tudo que estava na geladeira. Ficou bem fraquinha a energia e para não queimar acabei tirando da tomada. Mas a Enel está fogo, essa falta de energia acontece direto no bairro”, comentou a moradora Maria Gomes Facchini, 81 anos. “Tomar banho gelado nesses dias, ainda mais as pessoas mais idosas, foi muito complicado”, acrescentou Ieda Mota, 66 anos.

A Enel SP, concessionária responsável pelo serviço, informou na tarde de ontem que quase todos os locais que apresentaram problemas já haviam sido atendidos. “A forte ventania, que chegou a atingir cerca de 60 km/h, registrada no início da tarde do dia 23, afetou o fornecimento de energia para alguns clientes da área de concessão. A companhia já normalizou praticamente a totalidade dos clientes que tiveram o fornecimento afetado no sábado e no momento trabalha para atender casos pontuais”, explicou a Enel, em nota.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;