Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Esportes radicais para todos


Carolina Godoy
Enviada a Caconde

07/02/2008 | 07:04


Caconde já se transformou em parada obrigatória para os praticantes de esportes radicais. A cidade leva vantagem em relação a outros destinos de São Paulo por ter sido presenteada com todos os cenários propícios às atividades de emoção: rio, cachoeiras, muita mata, clima agradável e montanhas.

O carro-chefe das modalidades de aventura é o rafting: praticado por oito em cada dez turistas que visitam o município em busca de adrenalina e de contato com a natureza.

O palco da brincadeira é o Rio Pardo, que tem o privilégio de poder contar com um bom nível d’água durante todo o ano. Assim, mesmo em épocas de pouca chuva, é possível divertir-se em seus sete quilômetros de extensão.

Outro diferencial do rafting em Caconde é a sua ‘interatividade’: há determinados trechos em que os mais corajosos podem fazer a descida do rio a nado, fora do bote. E para aqueles com uma dose ainda maior de espírito de aventura, a boa pedida é o chamado “corredor polonês” – um pedaço sem pedras ao final de uma corredeira de nível cinco onde os rafteiros podem brincar de salto livre. A sensação, segundo os praticantes, é a mesma de estar no interior de uma máquina de lavar.

DEMOCRÁTICO - O rafting no Rio Pardo é um esporte ‘democrático’, acessível a todas as idades, personalidades e, digamos, medos. Pode ser praticado por quem procura mais emoção ou por aqueles que apenas querem sentir um leve friozinho na barriga.

João Fernando Cantarelli Júnior, o Juninho, proprietário da Ecopardo (empresa que opera atividades no segmento de aventura em Caconde), conta que já recebeu grupos de idosos e de crianças excepcionais na prática do rafting, o que desmitifica a idéia de que o esporte é limitado às pessoas com adrenalina na veia.

“O rafting é para todos. Quando usamos o jargão esporte radical, passamos a impressão de que é algo perigoso. Mas isso não é verdade. É uma prática coletiva, para toda a família. Por isso, inclusive, estamos tentando aos poucos mudar o termo ‘esporte radical’ para esporte de emoção, de aventura, da natureza", explica Juninho.

CASCADING - Outra modalidade bastante procurada pelos aventureiros em Caconde é o cascading, um rapel praticado em meio às águas cristalinas das cachoeiras. A cidade conta com quatro delas: a do Pontal, do Quilombo, da Fumaça e a de Santa Quitéria.

Uma das melhores para a prática do esporte é a de Santa Quitéria, com 45 metros de queda d’água. A exemplo do rafting, a atividade também não é limitada apenas aos mais experientes: depois de um rápido treinamento com os instrutores, os marinheiros de primeira viagem podem fazer a descida sozinhos. O medo dos iniciantes é logo vencido pela sensação de desafio e pelo maravilhoso cenário natural.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Esportes radicais para todos

Carolina Godoy
Enviada a Caconde

07/02/2008 | 07:04


Caconde já se transformou em parada obrigatória para os praticantes de esportes radicais. A cidade leva vantagem em relação a outros destinos de São Paulo por ter sido presenteada com todos os cenários propícios às atividades de emoção: rio, cachoeiras, muita mata, clima agradável e montanhas.

O carro-chefe das modalidades de aventura é o rafting: praticado por oito em cada dez turistas que visitam o município em busca de adrenalina e de contato com a natureza.

O palco da brincadeira é o Rio Pardo, que tem o privilégio de poder contar com um bom nível d’água durante todo o ano. Assim, mesmo em épocas de pouca chuva, é possível divertir-se em seus sete quilômetros de extensão.

Outro diferencial do rafting em Caconde é a sua ‘interatividade’: há determinados trechos em que os mais corajosos podem fazer a descida do rio a nado, fora do bote. E para aqueles com uma dose ainda maior de espírito de aventura, a boa pedida é o chamado “corredor polonês” – um pedaço sem pedras ao final de uma corredeira de nível cinco onde os rafteiros podem brincar de salto livre. A sensação, segundo os praticantes, é a mesma de estar no interior de uma máquina de lavar.

DEMOCRÁTICO - O rafting no Rio Pardo é um esporte ‘democrático’, acessível a todas as idades, personalidades e, digamos, medos. Pode ser praticado por quem procura mais emoção ou por aqueles que apenas querem sentir um leve friozinho na barriga.

João Fernando Cantarelli Júnior, o Juninho, proprietário da Ecopardo (empresa que opera atividades no segmento de aventura em Caconde), conta que já recebeu grupos de idosos e de crianças excepcionais na prática do rafting, o que desmitifica a idéia de que o esporte é limitado às pessoas com adrenalina na veia.

“O rafting é para todos. Quando usamos o jargão esporte radical, passamos a impressão de que é algo perigoso. Mas isso não é verdade. É uma prática coletiva, para toda a família. Por isso, inclusive, estamos tentando aos poucos mudar o termo ‘esporte radical’ para esporte de emoção, de aventura, da natureza", explica Juninho.

CASCADING - Outra modalidade bastante procurada pelos aventureiros em Caconde é o cascading, um rapel praticado em meio às águas cristalinas das cachoeiras. A cidade conta com quatro delas: a do Pontal, do Quilombo, da Fumaça e a de Santa Quitéria.

Uma das melhores para a prática do esporte é a de Santa Quitéria, com 45 metros de queda d’água. A exemplo do rafting, a atividade também não é limitada apenas aos mais experientes: depois de um rápido treinamento com os instrutores, os marinheiros de primeira viagem podem fazer a descida sozinhos. O medo dos iniciantes é logo vencido pela sensação de desafio e pelo maravilhoso cenário natural.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;