Setecidades Titulo Santo André
Vila Palmares recebe maior público do Marco Regulatório

População cobrou melhorias nas áreas de mobilidade urbana, saúde e segurança

Aline Melo
do Diário do Grande ABC
18/03/2022 | 07:00
Compartilhar notícia
Celso Luiz/ DGABC


A quarta audiência pública do Marco Regulatório de Santo André, realizada na noite de ontem, na Vila Palmares, reuniu o maior público de todos os eventos produzidos até então. Cerca de 120 pessoas se reuniram na Escola Parque Palmares e cobraram melhorias nas áreas de mobilidade urbana, saúde, habitação, zeladoria e segurança, entre outros temas.

A reunião foi acompanhada pelo prefeito em exercício Luiz Zacarias (PL), que assumiu o cargo em virtude de viagem que o prefeito Paulo Serra (PSDB) realiza nos próximos dias a Turim, na Itália. As atividades foram abertas pelo diretor de planejamento estratégico e coordenador geral do programa Santo André 500 Anos, Mario Matiello. “Estamos aqui para colher as contribuições de vocês para que, a partir disso, possamos elaborar leis sólidas, consistentes, que mirem o desenvolvimento sustentável da cidade, com qualidade de vida”, pontuou. A quarta plenária, de uma série de 15 encontros, reuniu os moradores da região 4 da cidade, que engloba os bairros Sacadura Cabral, Vila Palmares, Vila Aquilino e Vila Príncipe de Gales.

A moradora da Vila Palmares Vera Lucia Conceição Godoy cobrou mais atenção ao conserto dos buracos das ruas e avenidas do bairro, bem como melhores condições das calçadas. “Do jeito que estão é um perigo para os pedestres”, afirmou. Também da Vila Palmares, o morador Wilson Sabres se queixou da falta de ações de zeladoria urbana, como o corte de mato e limpeza de praças. Reclamou também da falta de segurança e do grande número de assaltos que tem ocorrido na região.

A falta de segurança também foi o apontamento da moradora da Vila Aquilino Evelyn Suniga dos Santos, que cobrou ainda a presença de psiquiatras e psicólogos na unidade de saúde do bairro. “Todo mundo sabe que depois da pandemia aumentou a incidência de casos de depressão e esses profissionais não podem ficar apenas nos Caps (Centros de Atenção Psicossocial)”, afirmou.

Morador da Vila Palmares, Renan da Silva apontou uma série de problemas, desde a necessidade de um restaurante Bom Prato para atender a região, onde moram muitas famílias carentes e por onde transitam diversas pessoas em situação de rua, passando pela necessidade de mais segurança, combate às enchentes e mais médicos nas unidades de saúde da região.

No fim, o superintendente da Upae (Unidade de Planejamento e Assuntos Estratégicos) de Santo André, José Police Neto, agradeceu a presença de todos no que ele chamou de “demonstração de participação cívica”. “Nosso processo não termina aqui. Vamos realizar mais 11 audiências como essas e depois partimos para as audiências temáticas, sobre mobilidade urbana, habitação, meio ambiente, desenvolvimento econômico e social e políticas urbanas”, reforçou. A próxima audiência acontece na terça-feira, no Projeto Shalom, Rua São Judas Tadeu, 195, Vila Tibiriça, às 19h. 




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;