Fechar
Publicidade

Domingo, 8 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

São Caetano joga pela sobrevivência no Paulistão


Nilton Valentim
Do Diário do Grande ABC

24/02/2006 | 09:23


O São Caetano abre o Carnaval enfrentando a Portuguesa nesta sexta-feira, às 20h30, pelo Campeonato Paulista. Sem fantasias e tentando voltar ao ritmo das vitórias, o Azulão quer colocar o adversário para dançar o vira. Na passarela do estádio Anacleto Campanella, o técnico Nelsinho Baptista espera que seus comandados não atravessem o samba. Para que o enredo seja desenvolvido com sucesso, caprichou na comissão de frente, escalando o trio Igor, Marcelinho e Somália. O jogo será válido pela 11ªrodada do Estadual.

Buscando uma apresentação de gala, capaz de levantar a torcida nas arquibancadas, o técnico alterou completamente a harmonia da equipe. Saem de cena os três zagueiros que não deram conta de parar o ataque do Palmeiras e aparecem três atacantes para sufocar a Lusa. "Nós precisamos terminar esta rodada com 20 pontos para não deixar que os primeiros colocados se distanciem", contabiliza o treinador.

Somália, a principal novidade da equipe, reaparece na equipe após cinco rodadas e promete fazer de tudo para que o adversário dance miudinho. "Com três atacantes poderemos ter mais opções para fazer os gols", afirma o jogador, que promete muita movimentação para se firmar na equipe.

Se a comissão de frente ganhou reforço, as demais alas da equipe seguem inalteradas, sinal que estão agradando ao treinador e até mesmo os tropeços de apresentações anteriores já foram perdoadas. O lateral Ânderson Lima, por exemplo, já se recuperou do pênalti desperdiçado contra o Palmeiras. Ensaiou o passo durante toda a semana e, caso tenha nova chance nesta sexta-feira, será o responsável pela batida.

A única baixa será o volante Claudecir, que vinha jogando como zagueiro e cumpre suspensão pelo terceiro cartão amarelo. No mais, o São Caetano estará completo e devidamente ensaiado e pronto, mas sem menosprezo ao adversário. "Não haverá baile, enfrentaremos, sim, um adversário muito perigoso", finaliza Nelsinho.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Caetano joga pela sobrevivência no Paulistão

Nilton Valentim
Do Diário do Grande ABC

24/02/2006 | 09:23


O São Caetano abre o Carnaval enfrentando a Portuguesa nesta sexta-feira, às 20h30, pelo Campeonato Paulista. Sem fantasias e tentando voltar ao ritmo das vitórias, o Azulão quer colocar o adversário para dançar o vira. Na passarela do estádio Anacleto Campanella, o técnico Nelsinho Baptista espera que seus comandados não atravessem o samba. Para que o enredo seja desenvolvido com sucesso, caprichou na comissão de frente, escalando o trio Igor, Marcelinho e Somália. O jogo será válido pela 11ªrodada do Estadual.

Buscando uma apresentação de gala, capaz de levantar a torcida nas arquibancadas, o técnico alterou completamente a harmonia da equipe. Saem de cena os três zagueiros que não deram conta de parar o ataque do Palmeiras e aparecem três atacantes para sufocar a Lusa. "Nós precisamos terminar esta rodada com 20 pontos para não deixar que os primeiros colocados se distanciem", contabiliza o treinador.

Somália, a principal novidade da equipe, reaparece na equipe após cinco rodadas e promete fazer de tudo para que o adversário dance miudinho. "Com três atacantes poderemos ter mais opções para fazer os gols", afirma o jogador, que promete muita movimentação para se firmar na equipe.

Se a comissão de frente ganhou reforço, as demais alas da equipe seguem inalteradas, sinal que estão agradando ao treinador e até mesmo os tropeços de apresentações anteriores já foram perdoadas. O lateral Ânderson Lima, por exemplo, já se recuperou do pênalti desperdiçado contra o Palmeiras. Ensaiou o passo durante toda a semana e, caso tenha nova chance nesta sexta-feira, será o responsável pela batida.

A única baixa será o volante Claudecir, que vinha jogando como zagueiro e cumpre suspensão pelo terceiro cartão amarelo. No mais, o São Caetano estará completo e devidamente ensaiado e pronto, mas sem menosprezo ao adversário. "Não haverá baile, enfrentaremos, sim, um adversário muito perigoso", finaliza Nelsinho.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;