Fechar
Publicidade

Sábado, 29 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Cássio aponta falhas, defende Sylvinho, mas não admite estar fora de forma



08/12/2021 | 20:53


Cássio admitiu falhas, defendeu o técnico Sylvinho, mas não concordou com as críticas de que estaria fora de forma, em entrevista coletiva, nesta quarta-feira, no CT Joaquim Grava. Antes da última partida da temporada, quinta-feira, ás 21h30, diante do Juventude, em Caxias do Sul, o goleiro do Corinthians fez uma análise de seu desempenho em 2021.

"Acho que o ano do Corinthians foi de reconstrução, com chegada de jogadores, chegada do Sylvinho. No primeiro semestre, tivemos alto e baixos, eliminações. No Corinthians, se você ficar sem ganhar títulos , e estamos há dois anos sem títulos, a pressão vai aumentando. Time grande não pode ficar sem ganhar títulos. Sobre mim, é lógico que pode se falar de gols que tomei, o ano é longo, vão falar de gols que eu poderia ter defendido. Mas também tem que ser coerente, no Brasileiro estamos entre as melhores defesas, sou o segundo goleiro que mais defendeu bolas no Brasileiro", disse o capitão corintiano.

Cássio aprovou a temporada do time e também o trabalho feito pelo treinador. Ele demonstrou otimismo para o próximo ano. "Antes de começar o Brasileiro, ninguém ou poucas pessoas falavam que iríamos brigar na parte de cima da tabela. Chegaram reforços, sim, é verdade, mas não podemos tirar os méritos do Sylvinho. Já vi clubes com grandes jogadores não conseguirem grandes trabalhos. Temos que valorizar a diretoria, o empenho, por acreditar no trabalho, o Sylvinho... Estamos no quarto lugar na última rodada. Não estou aqui para dar desculpa, a gente tem que evoluir, melhorar, crescer e vejo uma perspectiva muito boa para o ano que vem, o time está crescendo, vejo perspectiva de buscar títulos."

O arqueiro também não escondeu suas falhas em alguns gols, mas negou estar fora de forma. "O goleiro é um detalhe que faz a diferença entre defender e tomar o gol. E levo numa boa, não tem problema você fazer esse tipo de pergunta, não sou de ficar irritado e dar respostas. Todo mundo tem direito de falar e imaginar, mas o fato de eu estar fora de forma... Você pode me cobrar por achar que eu tomei gol, mas por dedicação, dia a dia, empenho a esse clube, aí é outro assunto."

Aos 34 anos, Cássio ratificou o desejo de atuar até os 40. Mesmo que não seja no clube de Parque São Jorge. "Minha meta é ajudar o Corinthians a ser vitorioso, campeão, melhorar e contribuir. Vivo ano a ano. Tenho meta de jogar até os 40 anos, mas não quer dizer que vou ficar até os 40 anos no Corinthians. Não estou falando isso para forçar a situação, é um objetivo meu, mas sou funcionário, como outros atletas. Quando o Corinthians achar que meus serviços não servem mais, vou seguir minha vida e ser grato eternamente ao Corinthians. O Corinthians me ajudou quando precisava e eu me dediquei ao máximo para ajudar o Corinthians."



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;