Fechar
Publicidade

Sábado, 22 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Cinco entre oito atividades do varejo caem em outubro ante setembro, diz IBGE



08/12/2021 | 11:52


Cinco das oito atividades que integram o varejo restrito registraram quedas em outubro ante setembro. Os dados são da Pesquisa Mensal de Comércio, divulgados nesta quarta-feira, 8, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No agregado, o comércio varejista teve queda de 0,1% ante setembro.

Entre as atividades, as maiores quedas foram verificadas nos segmentos de Livros, jornais, revistas e papelaria (-1,1%) e Móveis e eletrodomésticos (-0,5%).

O segmento de Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, que tem o maior peso no agregado do varejo, registrou queda de 0,3% nas vendas de outubro ante setembro. Impactado diretamente pela inflação, as vendas de Combustíveis e lubrificantes também caíram 0,3% ante setembro. As vendas de Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos tiveram ligeira queda de 0,1%.

Na contramão, as atividades que tiveram crescimento no volume de vendas na passagem de setembro para outubro foram Tecidos, vestuário e calçados (0,6%), Outros artigos de uso pessoal e doméstico (1,4%) e Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (5,6%).

Considerando, além das oito atividades investigadas no varejo restrito, os dois segmentos que integram o varejo ampliado, as vendas de Veículos, motos, partes e peças registraram queda de 0,5% sobre setembro e as de Material de construção recuaram 0,9%.

A heterogeneidade de desempenhos ao longo da crise causada pela covid-19 chama a atenção. As vendas de artigos farmacêuticos estão 11,7% acima do patamar pré-pandemia.

No varejo ampliado, as vendas de material de construção estão 10,9% acima de fevereiro de 2020. A atividade de maior peso no geral, o segmento de Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, está apenas 0,2% abaixo do nível pré-pandemia.

Por outro lado, as vendas de livros e papelaria ainda estão 38,0% abaixo do patamar anterior à covid-19. Também no terreno negativo, chamam a atenção as vendas de Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (13,2% abaixo) e Combustíveis e lubrificantes (11,1% abaixo).

Comparação interanual

Ainda conforme o IBGE, todas as oito atividades que integram o varejo restrito registraram quedas em outubro ante outubro de 2020. No agregado, o comércio varejista tombou 7,1% sobre outubro de 2020.

Os destaques de queda foram as vendas de Móveis e eletrodomésticos (-22,1%), Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (-11,0%), Livros, jornais, revistas e papelaria (-7,9%), Combustíveis e lubrificantes (-7,7%), Outros artigos de uso pessoal e doméstico (-7,2%), Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-5,6%) e Tecidos, vestuário e calçados (-2,0%).

As vendas de Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos registraram ligeira queda de 0,2%.

No varejo ampliado, cuja queda ante outubro de 2020 também foi de 7,1%, houve recuo de 4,0% para a atividade de Veículos e motos, partes e peças e de 13,7% para o setor de Material de construção.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;