Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 25 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Janeth Arcain se emociona em homenagem no Sergipe

Reprodução Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ex-jogadora do Santo André brilha ao lado de Isaquias Queiroz e Rebeca Andrade


Dérek Bittencourt

07/12/2021 | 23:54


A ex-jogadora de basquete Janeth Arcain, que vestiu a camisa do Santo André, mora e mantém projeto social na cidade, foi homenageada ontem no Prêmio Brasil Olímpico, em cerimônia realizada no Teatro Tobias Barreto, em Aracaju, no Sergipe. A paulistana de 52 anos foi às lágrimas ao receber o troféu Adhemar Ferreira da Silva justamente das mãos da filha do ex-atleta, Adyel. A premiação foi em reconhecimento a suas carreira e postura, com quatro participações em Olimpíada e duas medalhas olímpicas (prata em Atlanta-1996 e bronze em Sydney-2000).

“Fiquei muito emocionada quando recebi a notícia do presidente Paulo Wanderley. Acho que todos os valores do Adhemar me representam e acrescentaria ainda a disciplina. Receber o Troféu das mãos da Adyel, para mim, é como se ele mesmo tivesse entregando. Não é só uma lembrança a uma ex-atleta jogadora de basquete, mas uma representação para alguém que dedicou 21 anos à Seleção, abrindo mão de muitas coisas, e para todo o trabalho que a gente fez para o esporte brasileiro. É mais um motivo de alegria, de orgulho e de representatividade”, exaltou Janeth, que continuou.

“Minha mãe, Rita, também é responsável por este troféu, porque me mostrou desde pequena os valores que trago como alicerce na minha vida. E receber da sua mão, Adyel, é saber que esses valores vão continuar sendo repassados. E fortalece minha luta por igualdade e capacidade. Significa valorização da luta, do que a gente sempre busca, de uma sociedade mais igualitária, de atletas, principalmente negros, que representam esses valores. Estar junto de grandes atletas e personalidades que receberam esse prêmio para mim é uma honra.”

Outros atletas ligados ao Grande ABC foram homenageados, caso da são-caetanense Milena Titoneli, melhor atleta de taekwondo no ano, e do mesa-tenista Hugo Calderano, que também defende São Caetano. Dono de 11 medalhas pan-americanas na canoagem, o argentino naturalizado brasileiro Sebastián Cuattrin, que morava em São Bernardo e treinava na Billings, entrou para o hall da fama.

Os dois grandes vencedores na noite, que levaram o Prêmio Brasil Olímpico pelos desempenhos no ano, foram o canoísta Isaquias Queiroz e a ginasta Rebeca Andrade. Ambos foram medalhistas de ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;