Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 25 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Justiça dá 10 dias para Sérgio Camargo dizer se irá a audiência com Tabata Amaral



06/12/2021 | 18:36


A Justiça Federal do Distrito Federal deu dez dias para o presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, informar se tem interesse em participar de uma audiência de conciliação com a deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP).

A parlamentar entrou com uma queixe-crime por difamação e falsa acusação de injúria racial depois que Camargo usou as redes sociais para insinuar que ela foi racista ao denunciá-lo por fake news.

"A branca mimada e privilegiada não aceita que um preto ria dela. Esse meme foi compartilhado por milhares de pessoas, e ela ter escolhido logo um negão para processar mostra um provável racismo e perseguição. Inclusive, outros notáveis compartilharam esse meme. Ou ela prova que processou TODOS, ou restará provada a perseguição a um negro que venceu e vence diariamente sem ser afromimizento da esquerda", escreveu Camargo.

A intimação foi expedida nesta segunda-feira, 6, pela 15.ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal. Se não houver acordo, o processo segue seu curso, com abertura de prazo para apresentação da defesa.

A queixa-crime por difamação e falsa acusação de injúria racial foi apresentada na esteira de um outro processo movido pela deputada para responsabilizar o presidente da Fundação Palmares por uma publicação falsa atribuída à ela. Camargo compartilhou uma postagem em que ela teria escrito "Deixa eu menstruar, Bolsonaro" e recebido, do presidente Jair Bolsonaro, a resposta: "E quando foi que eu proibi?".

Tabata é uma das autoras dos projetos, vetados por Bolsonaro, que instituiriam a distribuição gratuita de absorventes para mulheres de baixa renda.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;