Fechar
Publicidade

Sábado, 29 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Índice de preços da Ceagesp recua 0,12% em novembro ante outubro



06/12/2021 | 17:30


O índice de preços da Ceagesp fechou novembro com recuo de 0,12% ante outubro. No acumulado do ano, o índice está em 3,12%. Segundo nota da Ceagesp, no período de janeiro a novembro o setor de legumes está em 10,79%, seguido do setor de pescados, com 27,63%, e verduras, com 7,38%. Já os setores de frutas e diversos ficaram em -4,72% e -7,65% respectivamente.

Em novembro, o setor de frutas apresentou índice de 5,35%. Os principais produtos que contribuíram para os aumentos são maracujá azedo (52,29%), mamão havaí (37,64%), caju (28,18%), melancia (23,50%) e abacate margarida (20,35%). As principais quedas foram nos preços do figo (-18,21%), da carambola (-18,12%), da laranja lima (-15,34%), do melão amarelo (-10,40%) e da laranja pera (-8,93%).

O setor de legumes apresentou índice de -16,13%, queda de 5,71% em relação ao mês anterior. Os principais produtos que contribuíram para as baixas são jiló (-55,40%), vagem macarrão/curta (-53,92%), tomate cereja (-44,82%), pimentão vermelho (-43,64%) e pimentão amarelo (-43,42%). As principais altas foram abobrinha italiana (53,28%), mandioquinha (38,44%), inhame (27,10%), abóbora seca (23,27%) e cogumelo champignon (1,19%).

Ainda segundo a Ceagesp, o setor de verduras apresentou índice de -7,92%, com redução de 14,84% em relação ao mês de outubro. As principais quedas ficaram por conta de milho verde (-31,78%), brócolis (-31,02%), couve-flor (-24,77%), couve (-23,51%) e rabanete (-22,22%). Já as principais elevações foram as de alface crespa (31,77%), alface americana (15,41%), cebolinha (14,66%), beterraba com folha (13,07%) e nabo (22,03%).

O setor de diversos apresentou índice de 2,92%. As principais altas ficaram por conta da cebola nacional (32,23%), da canjica (21,75%), da batata asterix (16,93%), da batata lavada (12,75%) e do milho para pipoca estrangeiro (6,37%). As principais baixas ocorreram nos preços dos ovos vermelhos (-7,23%), dos ovos brancos (-6,20%), do alho nacional (-3,41%), do alho argentino, em estabilidade (0,00%), e, por fim, do amendoim com casca (-0,49%).

Por fim, o setor de pescados apresentou índice de 0,26%. As principais quedas foram registradas nos preços do namorado (-10,21%), do robalo (-9,84%), da cavalinha (-7,49%), da corvina (-7,17%) e do camarão ferro (-7,02%). Os principais aumentos ocorreram nos preços do polvo (16,76%), da tainha (13,39%), do cação congelado (13,10%), da lula congelada (12,51%) e da anchova (6,11%).



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;