Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 19 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Atlético-MG vence o Bragantino com viradas, entrega da taça e festa no Mineirão



05/12/2021 | 18:17


A entrega da taça de campeão brasileiro aconteceu da melhor maneira possível para o Atlético-MG na tarde deste domingo. O time alvinegro venceu o Red Bull Bragantino por 4 a 3 em um jogaço da 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. A sequência negativa do time de Bragança Paulista continua e a briga pela classificação direta para a Libertadores ficará para a última rodada.

Levada por ídolos como Dadá Maravilha e Reinaldo, a taça foi entregue ao elenco atleticano diante de muita comemoração da torcida no Mineirão lotado. Com 61.573 torcedores, o Atlético-MG bate o recorde de público do novo Mineirão e também do Brasileirão 2021. O time mineiro, que garantiu o título com duas rodadas de antecedência, chega a 84 pontos. O Red Bull Bragantino tem 53 pontos e segue na sexta colocação. A equipe decide a vaga na fase de grupos da Libertadores na última rodada.

A reta final de temporada do Bragantino não é boa, o time chega a sete derrotas, um empate e uma vitória nos últimos nove jogos que realizou em todas as competições. O Atlético-MG está invicto há nove partidas e alcança a marca de 25 jogos sem perder em casa na temporada.

A bola rolou e os times demoraram algum tempo para engrenar, com muita troca de passe durante as primeiras ações em campo. Herói dos gols da virada que deram o título ao Atlético-MG na última rodada, Keno aproveitou a boa fase para abrir o placar aos 19 minutos. O atacante fez um desarme, avançou, viu um espaço e resolveu bater de fora da área, acertando o cantinho para mandar para o fundo das redes.

O Red Bull Bragantino acordou a partir da primeira meia hora de jogo. Aos 37 minutos, Luan Cândido cobrou falta de longe e acertou o travessão de Éverson. O gol de empate saiu no ataque seguinte. Cuello deu bom passe para Artur na área, o camisa 7 driblou Tchê Tchê e bateu para grande defesa de Éverson com os pés. No rebote, Ytalo mandou para o gol. O jogo foi para o intervalo empatado.

A virada do Bragantino aconteceu logo no primeiro minuto após a volta dos vestiários e foi um golaço de Artur. O jogador do Red Bull emendou de primeira depois de cobrança de escanteio na segunda trave e fez 2 a 1 para os visitantes. Helinho bateu de fora da área logo após a saída de bola do meio de campo e quase ampliou.

O segundo tempo começou agitado e o Atlético empatou logo aos 6 minutos. Keno, mais uma vez, fez uma grande jogada individual pelo lado esquerdo, foi carregando e tocou para Zaracho na área. O argentino dominou e bateu firme para empatar novamente o jogo. Keno alcança a marca de seis assistências e quatro gols nos últimos 10 jogos.

Poucos minutos depois, Allan quase fez seu primeiro gol com a camisa do Atlético. O chute de canhota de fora da área do volante explodiu na trave. O dia não era só de comemoração, mas também de viradas. O Atlético-MG buscou novamente a liderança no placar aos 32 minutos. Hulk deu ótimo passe para Zaracho, que ganhou espaço e cruzou na cabeça de Savarino, que não desperdiçou.

E o gol de quem a torcida mais estava esperando aconteceu. Hulk ganhou da defesa aos 42min, saiu em disparada livre e tocou com categoria por cima do goleiro Cleiton para fazer 4 a 2 e sacramentar a vitória do Atlético-MG. Artilheiro isolado do campeonato, Hulk chegou a 19 gols e levou a torcida à loucura.

O Red Bull Bragantino ainda queria mais emoção no jogo. Primeiro, Helinho chutou de fora e obrigou Éverson a fazer grande defesa de mãos trocadas. Depois, Artur ainda descontou para 4 a 3, pegando sobra e chutando sem chances para o goleiro do Atlético.

O dia foi de comemoração para o Atlético-MG e a festa no estádio do Mineirão começou algumas horas antes da bola rolar, com show, mosaico e homenagens, inclusive para jogadores que fizeram parte de campanhas históricas do time mineiro, que entraram em campo ao lado do time atual.

O Atlético-MG se despediu da sua torcida no Campeonato Brasileiro nesta temporada, mas ainda volta a jogar em Belo Horizonte em um dos jogos da final da Copa do Brasil, contra o Athletico-PR. Pelo Brasileirão, o alvinegro enfrenta o Grêmio na última rodada. O Red Bull Bragantino decide sua classificação para a Libertadores contra o Internacional, em casa. A 38ª rodada do Brasileirão acontece na próxima quinta-feira.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 4 x 3 RED BULL BRAGANTINO

ATLÉTICO-MG - Everson; Mariano, Nathan Silva (Réver), Junior Alonso e Guilherme Arana; Jair (Allan), Tchê Tchê (Alan Franco) e Nathan (Savarino); Keno, Zaracho e Diego Costa (Hulk). Técnico: Cuca.

RED BULL BRAGANTINO - Cleiton; Aderlan, Fabrício Bruno, Natan e Luan Cândido; Martínez (Praxedes), Jadsom, Helinho, Tomás Cuello (Bruno Tubarão) e Artur; Ytalo (Alerrandro). Técnico: Maurício Barbieri.

GOLS - Keno, aos 19, e Ytalo, aos 38 minutos do primeiro tempo; Artur, aos 2 e aos 55, Zaracho, aos 7, Savarino, aos 32, e Hulk, aos 42 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Hulk (Atlético-MG); Helinho e Artur (Red Bull Bragantino).

ÁRBITRO - Rodolpho Toski Marques (PR).

RENDA - R$ 8.818.854,25.

PÚBLICO - 61.573 torcedores.

LOCAL - Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG).



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;