Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 28 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Geração de energia em termelétricas cresce e impulsiona consumo de gás natural



03/12/2021 | 17:28


Impulsionado pela geração de energia em usinas termelétricas, o consumo de gás natural aumentou 57% no terceiro trimestre deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado, para 81,6 milhões de metros cúbicos por dia (m³/d). Desconsiderando a produção de energia, a demanda aumentou 16,6%, informou a Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás).

A demanda por gás natural para produção de energia aumentou 160,9% entre julho e setembro deste ano, para 37,94 milhões de m³/d, por causa da crise hídrica que prejudicou a geração das hidrelétricas e levou ao acionamento de usinas termelétricas para garantir o abastecimento do País, especialmente no segundo e no terceiro trimestre de 2021.

Os demais segmentos também apresentaram crescimento no consumo de gás. Entre eles, a indústria se destacou com aumento de 12,9% na demanda por gás natural, alcançando 30,2 milhões de m³/d, assim como o comercial com 33,0%, a 857,18 mil m/³d, e pela cogeração, que avançou 19,6% para 2,446 milhões de m³/d, e o setor automotivo/GNV, com elevação de 18,8%, para 6,128 milhões de m³/d. Já o consumo residencial avançou 5,6% e atingiu 1,654 milhão de m³/d.

Segundo a Abegás, esse crescimento nos demais segmentos pode ser explicado pela base de comparação mais fraca do ano passado, pelo avanço na vacinação contra a covid-19, que permitiu a retirada de medidas restritivas ao funcionamento de atividades comerciais, puxando a demanda na indústria e no comércio. Já o segmento automotivo vê uma demanda aquecida devido à escalada no preço da gasolina e do diesel, o que incentiva a adoção do Gás Natural Veicular (GNV), especialmente para o transporte de passageiros.

Aproveitamento

A Abegás disse também que no terceiro trimestre a reinjeção de gás natural nos campos de produção nacionais alcançou o patamar de 50% da produção, com a devolução de 67 milhões de m³/d para os campos de exploração, enquanto 48,8 milhões de m³/d chegaram ao consumidor, o equivalente a 36,6%. Já o restante foi queimado ou usado na operação das plataformas de produção.

"Não faz sentido dentro do modelo que a gente trabalha desperdiçar uma quantidade absurda de gás natural enquanto importa GNL (Gás Natural Liquefeito) estando vulnerável às variações do mercado internacional", disse o diretor de Estratégia e Mercado da Abegás, Marcelo Mendonça.

De acordo com a entidade, o número de unidades consumidoras de gás natural está próximo de atingir a marca dos 4 milhões, considerando os medidores instalados nas indústrias, comércios e residências e outros pontos de consumo, enquanto a rede de distribuição espalhada por todo o País chega a 39,9 mil quilômetros.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;