Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 25 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Nas telas, a história da 'família real' do tênis

Reprodução/Instagram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


03/12/2021 | 08:01


O Richard do título de King Richard: Criando Campeãs não é membro da realeza, mas sim um homem que fez de tudo para que as filhas Venus (Saniyya Sidney) e Serena (Demi Singleton) se tornassem dois dos maiores nomes do tênis mundial, vencendo 30 títulos individuais de Grand Slam.

No longa-metragem de Reinaldo Marcus Green, Will Smith vive Richard Williams que, junto com a mulher, Oracene (Aunjanue Ellis), não queria que as filhas se conformassem com os papéis que lhes eram reservados como meninas negras de Compton, Califórnia. Autodidata, ele investe em revistas especializadas no esporte enquanto a família vive com sacrifício. A escolha de um esporte elitista e branco como o tênis foi proposital. Venus e Serena não apenas se tornaram duas das maiores atletas da história como quebraram tabus.

King Richard: Criando Campeãs foi aprovado pela família Williams. Ou seja, não dá para esperar grandes controvérsias. Mas o filme é bem-feito e está cotado para abocanhar algumas indicações para o Oscar, inclusive a de melhor ator para Will Smith.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;