Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Pedido a Marcelo Oliveira. Prefeito: salve esta casa. Mostre que seu governo tem olhos à memória


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

03/12/2021 | 00:01


Prefeito Marcelo Oliveira, no artigo citamos a Casapueblo, joia rara de Punta del Este, onde um dos hóspedes costumeiros era o nosso Vinicius de Moraes. 

Não exageramos, prefeito. Preservada e restaurada, a casa de Hans Grudzinski ficaria tão ou mais bonita e acolhedora que a de Carlos Páez Vilaró. E ganha daquela no item acesso, pois fica praticamente no Centro de Mauá.

Vamos ao nosso texto de novembro de 2020, na capa do caderno Setecidades.

CASAPUEBLO É ORGULHO 

DOS MAUAENSES 

Tudo o que se preservar de Hans Grudzinski será pouco. A classe artística de Mauá, sua cidade por adoção, o tem em primeiro plano: a gravura em metal de Grudzinski, o afresco de Emeric Marcier, as peças de Yasushi Kojima, apenas para citar três nomes de mauaenses célebres, de um rol que hoje chega a dezenas de artistas, tão bem estudados e divulgados por outra artista da cidade, a agitadora cultural Cecília Camargo.

A casa de Grudzinski é a ‘Casapueblo’ de Mauá. A edificação uruguaia, construída pelo artista Carlos Páez Vilaró, e toda pintada de branco, é ponto turístico obrigatório de quem vai a Punta del Este, a 15 quilômetros do local. O mesmo se espera da residência na região.

Por parte do Diário, Hans Grudzinski sempre mereceu a maior das atenções, desde os tempos do semanário News Seller, até a Era do caderno Cultura&Lazer do Diário. 

Enock Sacramento, jornalista e crítico de arte, mantinha a coluna semanal Arte Hoje, e a leitura daquele material traria detalhes de cotidiano artístico surpreendente, pela variedade de nomes e obras da região ainda operária e industrial.

Falamos de coluna jornalística de 50 anos atrás. Grudzinski sempre presente e que, a exemplo do andreense Luiz Sacilotto, se transformou em nome nacional e internacional.

O escultor João Delijaicov, o João dos Quadros, que foi incansável ao preservar a arte em São Bernardo, recolheu obras de Grudzinski. E organizou, em 1990, no saudoso Núcleo Henfil de Ação Cultural, semente da atual Pinacoteca Municipal, a mostra Aprendendo Com o a Artista: a Gravura de Grudzinski.

Premiadíssimo, Grudzinski expôs em todo o Grande ABC, em São Paulo, nas principais cidades brasileiras e fora do País, em países da América Latina, em Telaviv, em Roma. E mantendo sempre a simplicidade do operário que foi: da sua biografia consta que entre 1947 e 1967 trabalhou em uma fábrica de porcelanas, na sua Mauá.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;