Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Mesmo com queda do PIB, expectativa de aprovação da PEC anima Ibovespa



02/12/2021 | 11:16


Apesar de sinais variados dos mercados internacionais e do Produto Interno Bruto (PIB) fraco do Brasil, a expectativa de aprovação da PEC dos Precatórios permite alta do Ibovespa, após o indicador ter sucumbido ontem para a faixa dos 100 mil pontos no fechamento (100.7745,57 pontos, queda de 1,12%). Enquanto as bolsas europeias caem, os índices futuros de Nova York, em sua maioria, indicam abertura em alta do mercado de ações americano, porém de forma moderada. Além disso, a valorização do petróleo pode reforçar a estimativa de elevação do Ibovespa. Do lado oposto, deve pesar a queda do minério de ferro.

"O mercado está de olho no exterior e em Brasília. Está na expectativa de aprovação da PEC dos Precatórios", diz o estrategista-chefe do Grupo Laatus, Jefferson Laatus. A sessão para a votação da PEC teve início às 9 horas. Agora, inicia a discussão da PEC no plenário.

Além dessa expectativa, Julio Pinelli, especialista em renda variável da Delta Flow Investimentos, acrescenta que a alta de hoje também deve-se a um ajuste, após a perda da véspera. "Corrige a queda de ontem. Porém, continua o foco na nova cepa, que traz preocupações, incertezas e o que ela pode trazer de consequências para a economia. No Brasil, o avanço da PEC é fundamental para que se tire o risco fiscal do mercado", diz. Às 11h02, o Ibovespa subia 2,06%, aos 102.851,27 pontos, ante máxima diária aos 102.872,04 pontos.

Apesar disso, uma tendência firme de alta à frente para o Ibovespa não está garantida, em meio à cautela com questões sanitárias mundiais e fiscais no Brasil, após um PIB fraco no terceiro trimestre. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) solicitou ao governo adoção de medidas restritivas contra mais quatro países africanos diante da nova variante da covid-19 Ômicron: República de Angola, República do Malawi, República de Moçambique e República da Zâmbia. Para completar, há alguns sinais de cautela do exterior, como a queda do índice DXY, que mede a variação do dólar ante uma cesta de seis rivais fortes, que acentua a queda.

"O quadro segue volátil nos mercados internacionais, ainda que a abertura aponte uma tentativa de recuperação após a piora observada na tarde de ontem. Diante das incertezas trazidas pela nova variante do coronavírus, a tendência é que esta alternância de humor persista no curto prazo", estima o economista Silvio Campos Neto, sócio da Tendências Consultoria, em nota.

Investidores mundo afora continuam reavaliando os efeitos da variante Ômicron do coronavírus, que segue se espalhando pelo globo. Com a chegada da nova cepa do vírus no Brasil, Estados Unidos e a quarta onda da pandemia na Europa, ao menos 14 capitais brasileiras já desistiram de eventos públicos no fim do ano.

Neste sentido, o PIB do terceiro trimestre pode ser visto como dado retrovisor, diante das incertezas quanto a novas medidas restritivas para conter o avanço da variante no Brasil. De todo modo, com mais um resultado fraco e essas dúvidas, ações ligadas à retomada econômica devem ficar no radar hoje, assim como a PEC dos Precatórios.

Segundo Laatus, está claro que a possibilidade de ações de restrição social fica no radar. Contudo, ele pondera que os efeitos tendem a ser sentidos mais a partir de 2022. "Já temos previsão de recessão e teremos eleição. O mercado está olhando mais para o próximo ano", diz.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), disse estar trabalhando para aprovar a PEC e para votar a proposta e a medida provisória que cria o Auxílio Brasil.

Em tese, uma aprovação já estaria "precificada" por agentes e especialistas, como muito tem se falado. Porém, uma possível desaprovação agregaria novas incertezas ao mercado, que começou a quinta-feira com o resultado fraco do PIB.

"A perspectiva de votação da PEC dos Precatórios, ainda que o tema siga cercado de controvérsia, também favorece os ajustes, após uma quarta-feira bastante adversa para bolsa e câmbio", diz Campos Neto.

O Itaú Unibanco espera que o plenário do Senado conclua a votação em breve. Ainda, acrescenta em nota, o recesso no Congresso deve começar no dia 23 de dezembro, marcando o fim das atividades legislativas de 2021. "Espera-se que o tema do Orçamento da União para 2022 seja discutido e concluído antes do início do recesso."

Enquanto os índices futuros de ações americanos sobem, ao passo que o DXY cai, assim como as bolsas europeias diante da cautela com a Ômicron. Investidores esperam novas informações sobre a variante e sinais do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) sobre o programa de retirada dos estímulos monetários. Além disso, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) pode manter o atual nível de produção da commodity em ambiente de incertezas sobre oferta e demanda.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;