Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301

Medo da Yoko? Veja curiosidades sobre Get Back, documentário dos Beatles na Disney+

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Sérgio Vinícius
Do 33Giga

01/12/2021 | 11:55


Com mais de 60 horas de filmagem e 150 horas de gravação de áudio, e direção de Peter Jackson, a série documental Get Back vem fazendo sucesso ao redor do mundo. Produto da Disney+, trata-se das últimas horas dos Beatles reunidos (além de uma tricotante Yoko Ono).

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Em 3 episódios de, aproximadamente, duas horas cada, o espectador é levado a uma experiência que explora as complexidades da banda mais famosa de todos os tempos, longe dos holofotes e do público, enquanto os 4 integrantes se preparam para seu último show e para a gravação de seu álbum ‘Let It Be’.

A Decode foi atrás da repercussão de Get Back na web e descobriu dados sobre a opinião dos internautas em relação à representação do “começo do fim” de Beatles.

Leia mais:
Blasfêmia, racismo, sensualidade: 30 videoclipes que causaram polêmica
Reality show do Uber? Motorista filma passageiros sem permissão e exibe via streaming
Termos de uso: você conhece e sabe para que eles servem?

Curiosidades sobre Get Back

Em âmbito mundial, a série atingiu cerca de 154,8 milhões de pessoas no digital e foi tema de 4.618 artigos. Por outro lado, somente no Brasil, a mesma alcançou cerca de 21,5 milhões de pessoas, foi pauta de 151 matérias e foi mencionada 189 mil vezes no Twitter, sendo que a banda em si foi mencionada 36 mil vezes na rede social do passarinho.

Get Back / Divulgação Disney+
Get Back / Divulgação Disney+

 

 

No geral, a produção foi muito bem recebida pelos internautas, uma vez que, no Facebook, 96% dos usuários amaram a série, enquanto 2% ficaram surpresos e 2% reagiram sarcasticamente. Já no Twitter, 91% dos usuários manifestaram-se positivamente em relação à Get Back, enquanto 7% e 2% manifestaram-se de maneira negativa e neutra, respectivamente.

Obviamente, a novidade lançada no Disney+ gerou muito buzz para a banda, que cresceu seu volume de buscas no Google em 120% nos dias de lançamento dos 3 volumes (25, 26 e 27 de novembro). Além disso, as redes sociais dos Beatles ganharam novos seguidores, desde a estreia do documentário:

Instagram: conquistou 16.878 novos seguidores (83% a mais que a média diária dos 5 dias anteriores)
Twitter: conquistou 5.390 novos seguidores (358% a mais que a média diária dos 5 dias anteriores)
E a internet não demorou muito para mostrar ao mundo qual o seu beatle favorito: Paul McCartney representou 42% das menções sobre a banda, no Twitter, enquanto John Lennon representou 30% das menções, George Harrison representou 19% e Ringo Star 9%.

Yoko Ono, a viúva do ex-beatle John Lennon, foi parar entre os assuntos mais comentados sobre a produção, onde ela aparece, durante horas seguidas, quieta e sentada ao lado do marido, enquanto a banda ensaia.

No Twitter, 6% dos comentários defenderam que a artista não foi responsável pela separação da banda, enquanto 94% dos comentários foram carregados do olhar negativo dos usuários sobre os momentos de Yoko na série:

  • 41% se incomodaram com sua presença constante nas gravações;
  • 17% falaram mal de sua personalidade;
  • 15% se irritaram com ela costurando e lendo jornal enquanto os Beatles gravavam seus maiores sucessos;
  •  11% acham que ela é responsável pela separação da banda;
  • e, por fim, 9% admitiram que sentiram medo de sua presença ‘maligna’.

 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;