Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Qualifica Mulher vai beneficiar 24 mil


Simpi

01/12/2021 | 11:18


 A convite da ministra Damares Alves, que comanda a pasta da Mulher, Família e Direitos Humanos, o presidente do Simpi (Sindicato das Micro e Pequenas Indústrias do Estado de São Paulo),Joseph Couri, foi a Brasília no dia 17 de novembro para oficializar acordo de cooperação técnica entre a entidade eo ministério, por meio da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres. O programa Qualifica Mulher pretende atender cerca de 24 mil mulheres em todo o Brasil e oferecer condições de trabalho digno com oportunidades de projeção econômica e social. São cursos on-line para mulheres em situação de vulnerabilidade social compostos por noções de empreendedorismo, gestão empresarial, finanças e marketing. As inscrições podem ser feitas pelo site.

A ministra Damares Alves frisou a importância social da parceria, pois a maioria dessas mulheres em situação de vulnerabilidade sofre violência doméstica. “Muitas vezes agressor é o provedor. Precisamos proporcionar a essas mulheres a oportunidade da independência econômica e por meio dessa parceria vamos capacitar e passar a mensagem de que há esperança. Vamos salvar muitas vidas. Os custos são pequenos perto dos resultados que vamos obter”, afirmou em entrevista exclusiva ao programa A Hora e a Vez da Pequena Empresa, que pode ser visto no YouTube.

Além da parceria para o programa Qualifica Mulher, a ministra também convidou o Simpi para fazer parte do programa Salve uma Mulher, inserindo todos os colaboradores e parceiros da entidade em uma rede de apoio para combater a violência contra mulheres, crianças e idosos. Este convênio está em fase de elaboração e será firmado em breve. “A ideia é afixar um cartaz com o telefone 180 para denúncias e um número de WhatsApp disponível para envio de imagens, vídeos e pedidos de socorro. Qualquer pessoa pode denunciar, de qualquer lugar do Brasil. É melhor não se omitir do que depois se arrepender”,ratificou Damares.

A ministra acredita que, com parcerias como esta, será possível mudar as estatísticas de violência contra mulheres, crianças e idosos. “Temos casos de estupro a recém-nascidos e até em mulheres com mais de 100 anos. Admitir um problema como este é o primeiro passo”, disse.

Além da ministra Damares Alves e do presidente do Simpi, Joseph Couri, também participaram do encontro a secretária Nacional de Políticas para as Mulheres,Christiane Britto; a diretora do departamento de política das mulheres e relações sociais, Fernanda Massaro. Houve ainda uma videoconferência com lideranças das micro e pequenas empresas de todas as regiões do Brasil, entre eles, os representantes do Simpi de Rondônia, Mato Grosso, Pernambuco, Pará e Rio Grande do Sul.

“O Simpi se sente orgulhoso de fazer parte desta iniciativa por uma causa tão nobre. Queremos oferecer capacitação edesenvolvimento de competências para as mulheres que querem empreender. Nosso objetivo é contribuir”, afirmou Joseph Couri, presidente do Simpi.

Este material é produzido pelo Simpi (Sindicato das Micro e Pequenas Indústrias do Estado de São Paulo)



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;