Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

G-10 avalia convocação de Reple ao Legislativo

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Grupo quer questionar chefe da Saúde sobre denúncias de coação de servidores


Daniel Tossato
do Diário do Grande ABC

29/11/2021 | 00:36


O G-10 na Câmara de São Bernardo, grupo formado por vereadores governistas dissidentes da base do prefeito Orlando Morando (PSDB), se encontrará hoje pela manhã para discutir medidas para apurar a postura do secretário de Saúde do município, Geraldo Reple Sobrinho. O Diário revelou que a pasta comandada por ele teria ordenado que servidores não registrassem ponto em fins de semana trabalhados no processo de vacinação contra a Covid-19 na cidade.

Segundo apurou o Diário, o grupo avalia a possibilidade de convocar Reple para prestar esclarecimentos à Câmara. A ideia é a de identificar os motivos pelos quais os funcionários foram proibidos de registrar a jornada de trabalho nos dias 2 e 16 de outubro, dois sábados.

A denúncia veio à tona depois de o Sindserv (Sindicato de Servidores Públicos e Autárquicos) de São Bernardo encaminhar ofício ao governo Morando em que questiona o que motivou a Secretaria de Saúde a determinar que os funcionários não poderiam registrar ponto nos dias 2 e 16 de outubro. O ofício do sindicato é datado de 27 de outubro e a administração tinha um mês para responder aos questionamentos, o que não ocorreu. O Sindserv prometeu recorrer à Justiça para obter as respostas. O ex-prefeiturável Leandro Altrão (PSB) relatou o caso ao MPT (Ministério Público do Trabalho).

NA CONTA DO G-10
No dia 18, Morando demitiu o então secretário de Cultura, Adalberto Guazzeli. A queda do ex-titular da pasta foi contabilizada como vitória do G-10, já que o ex-secretário se envolveu em entrevero com o Legislativo no passado – chamou os parlamentares de “vagabundos” em áudios que circulavam em aplicativo de mensagens –, o que desencadeou crise entre Executivo e a casa. Na época, Morando teve que agir e manteve Guazzeli no cargo.  



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;