Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Pelas redes sociais, Fórmula 1 se despede de Frank Williams: 'Gigante do esporte'



28/11/2021 | 15:40


O falecimento de Frank Williams aos 79 anos, anunciado pela Williams Race na manhã deste domingo, reverberou pelo mundo do automobilismo. Entidades, equipes e pilotos da Fórmula 1 usaram as redes sociais para se despedir do empresário, que era tratado como uma lenda. O inglês foi responsável pela criação de uma das equipes mais vitoriosas da categoria, a Williams, detentora de nove títulos de construtores e sete de pilotos.

A Williams Racing foi a primeira a se manifestar. Sem revelar a causa da morte, a equipe fundado por Frank Williams, escreveu: "É com grande tristeza que em nome da família Williams, a equipe pode confirmar a morte de Sir Frank Williams CBE, fundador e ex-chefe de equipe da Williams Racing, aos 79 anos de idade".

Stefano Domenicalli, presidente e CEO da Fórmula 1, também se pronunciou em seguida: "Ele foi um verdadeiro gigante do nosso esporte que superou os desafios mais difíceis da vida e lutou todos os dias para vencer dentro e fora das pistas. Perdemos um membro muito querido e respeitado da família F-1 e faremos muita falta dele. Suas incríveis conquistas e personalidade ficarão gravadas em nosso esporte para sempre. Meus pensamentos estão com toda a família e amigos Williams neste momento triste", lamentou.

Piloto da Williams, Nicholas Latifi, escreveu: "Notícia tão triste Uma grande perda para nosso esporte e nossa equipe. É uma honra representar o seu nome no cenário mundial e continuaremos a nos esforçar para levar a equipe de volta ao topo".

Pelo Twitter, o perfil oficial da Fórmula 1 também lamentou pela morte e enalteceu o legado deixado por Williams. "Sentimos a mais imensa e profunda tristeza com a morte de Sir Frank Williams. A vida dele foi movida pela paixão pelo esporte a motor. O legado dele é imensurável e será para sempre uma parte da F1. Conhecê-lo foi um inspiração e um privilégio. A falta dele será profunda, profundamente sentida".

O brasileiro Felipe Massa, que também pilotou os carros das Williams entre 2014 e 2017, quando se despediu da categoria, usou o Instagram para homenagear o antigo chefe:

Outras escuderias também se pronunciaram. A Alfa Romeo escreveu em seu perfil "Hoje lamentamos a perde uma lenda do nosso esporte, um nome que é sinônimo das corridas. Nossos pensamentos estão com a família de Sir Frank e com nossos amigos da Williams". O gesto também foi seguido da Aston Martin, que definiu Frank Williams como um "homem maravilhoso e um competidor brilhante".

"Estamos incrivelmente tristes com a morte de Sir Frank Williams, um homem que desafiou todas as probabilidades ao longo da vida e da carreira para se tornar um dos maiores ícones do nosso esporte. Um homem maravilhoso e um competidor brilhante. O legado dele viverá para sempre. Descanse em paz, Sir Frank".

A Ferrari reconheceu em Frank um rival feroz e valente. "Prestamos homenagem a um grande homem que desempenhou um papel importante na história da Fórmula 1. Sir Frank era apaixonado pelo automobilismo, um rival feroz e valente que liderou a equipe, que ainda leva seu nome, a tanto sucesso".

O presidente da FIA (Federação Internacional Automobilismo) lamentou o falecimento do fundador da Williams e desejou força a familiares e amigos e nome de toda a entidade. "Uma notícia muito triste. Sir Frank Williams deixa uma marca permanente na história da F1. Ele foi um pioneiro, uma personalidade excepcional e um homem exemplar. Em nome de toda a comunidade da FIA, nossos pensamentos estão com a família, amigos e com a Williams. Descanse em paz, meu amigo".

As homenagens não ficaram restritas somente à Fórmula 1. O perfil da Moto GP publicou que Williams foi: "Um verdadeiro gigante do esporte a motor e com um legado que vai viver por gerações na F1. Toda a comunidade da MotoGP envia as mais profundas condolências à família, aos amigos e aos entes queridos de Sir Frank".

Empresário, o inglês viveu para o esporte. Em 2019, ele completou a marca de 50 anos exercendo o cargo de chefia na categoria. Na sua trajetória, foi responsável por construir carros que foram conduzidos por alguns dos melhores pilotos da história, como Nelson Piquet, Ayrton Senna e Alain Proust.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;