Fechar
Publicidade

Sábado, 22 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Lenda da Fórmula 1, Frank Williams morre aos 79 anos na Inglaterra

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


28/11/2021 | 12:55


A Williams Race comunicou, na manhã deste domingo, o falecimento de Frank Williams, aos 79 anos. Empresário e chefe da equipe de Grove, o inglês era considerado uma lenda da Fórmula 1, pois viveu para o esporte, não à toa completou em 2019 a marca de 50 anos exercendo o cargo de chefia na categoria.

"É com grande tristeza que em nome da família Williams, a equipe pode confirmar a morte de Sir Frank Williams CBE, fundador e ex-chefe de equipe da Williams Racing, aos 79 anos de idade", publicou a escuderia em suas redes sociais.

Com nove títulos de construtores e sete de pilotos, um deles conquistado pelo brasileiro Nelson Piquet, em 1987, a equipe fundada pelo britânico fez história na Fórmula 1. Ele e sua família estiveram no comando da Williams até agosto deste ano, quando o time foi vendido para o grupo de investimentos Dorilton Capital.

A filha dele, Claire, trabalhava como representante da família e comandava a equipe no dia a dia desde 2013. Mais tarde, foi nomeada vice-chefe, mas o título de chefe sempre permaneceu com Sir Frank, que enfrenta problemas de saúde desde 2016, ano em que foi internado por causa de um pneumonia. Desde então, parou de viajar para as corridas.

"Ele foi um verdadeiro gigante do nosso esporte que superou os desafios mais difíceis da vida e lutou todos os dias para vencer dentro e fora das pistas. Perdemos um membro muito querido e respeitado da família F1 e sentiremos muita falta dele. Suas incríveis conquistas e personalidade ficarão gravadas em nosso esporte para sempre. Meus sentimentos estão com toda a família e amigos da Williams neste momento triste", lamentou Stefano Domenicali, presidente e CEO da Fórmula 1.

Antes de fundar a equipe, Frank Williams foi piloto e mecânico. Já atuando como chefe, em 1986, ficou tetraplégico após sofrer um acidente de carro em uma perigosa estrada de Marselha, na França. Na ocasião, estava saindo de um teste feito por Nelson Piquet com um novo modelo.

Além de Piquet, campeão pela escuderia em 1987, a Williams tem uma história cheia de brasileiros. Ayrton Senna (1994), Antonio Pizzonia (2004 a 2005), Rubens Barrichello (2010 a 2011), Bruno Senna (2012) e Felipe Massa (2014 a 2017) também foram pilotos da equipe.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;