Fechar
Publicidade

Sábado, 2 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Hugo Hoyama troca de cargo e é novo embaixador do tênis de mesa

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Após oito anos à frente da Seleção feminina, são-bernardense vai fazer detecção de talentos


Heitor Agrício
Especial para o Diário

22/11/2021 | 08:50


Entre os maiores medalhistas pan-americano do esporte brasileiro, Hugo Hoyama está de função nova na CBTM (Confederação Brasileira de Tênis de Mesa). Depois de oito anos atuando como técnico da Seleção Feminina, ele encerrou este ciclo para ocupar o cargo de embaixador da modalidade. E, ao Diário, o são-bernardense confirmou: está muito empolgado para essa nova fase, que permite a ele ter acesso a novas áreas do esporte, como clínicas, palestras e trabalhar com as categorias de base, além de possibilitar a ele mais tempo com a família.

De início, ele irá trabalhar num projeto de detecção de talentos, no qual irá instruir atletas de até 13 anos. “Nessa idade eu acho muito importante não só treinar na mesa, mas se preparar fora da mesa. Três pontos são muito importantes quando você é novo: disciplina, respeito e educação. Tendo isso além de você ter uma chance de você se tornar um grande jogador e caso não consiga, tendo isso no seu caráter e no seu pensamento, você pode se tornar um grande profissional em outras áreas também.”

A respeito dos motivos que fizeram Hoyama mudar de cargo no esporte ele explica. “Todo ciclo tem seu inicio, meio e fim. Aprendi muito com esse trabalho, mas agora eu precisava de mais tempo no Brasil para ficar mais com a minha família, mas com certeza ainda vou continuar ajudando no desenvolvimento do tênis de mesa.”

Atualmente, o País vem sendo bem representado: Hugo Calderano é top 5 do mundo e a Seleção foi campeã no masculino e no feminino no Campeonato Pan-Americano da modalidade, na semana passada. Baseado nisso, Hugo tem boas expectativas para o futuro do esporte no País. “O nível com certeza vem subindo, não só na equipe principal mas também nas categorias de base... Tenho certeza que daqui a algum tempo essa garotada vai estar fazendo muito bonito pelo tênis de mesa brasileiro.”

O ex-treinador da equipe feminina também compartilhou o seu ponto de vista sobre o que espera para a próxima Olimpíadas. Analisando o desempenho das equipes nacionais na última edição dos Jogos, em Tóquio, Hugo acredita que os atletas estão evoluindo cada vez mais e a experiência que vêm ganhando pode ser diferencial para dar mais confiança em 2024, nos Jogos Olímpicos de Paris.

Questionado sobre a necessidade dos competidores irem para o Exterior para treinar o embaixador do tênis de mesa diz que, seria ótimo se os atletas conseguissem passar mais tempo no Brasil, mas que realmente é necessário para que os atletas consigam mais bagagem. “Se querem brigar de igual para igual com os melhores do mundo tem que sair (do País).É um sacrifício necessário para estar entre os melhores do mundo.”

Mas nem só de tênis de mesa vive Hugo Hoyama. Ele conta que no período como atleta se afastou de outros esportes pelo risco de lesão que pudesse impactar em sua carreira. Entretanto, desde que se aposentou das mesas, passou a se dedicar ao tênis de campo e ao futebol 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;