Fechar
Publicidade

Domingo, 22 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

ONG aposta na inserção do jovens no mercado de trabalho

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Com 28 anos de atuação, Beija-Flor cria projetos para ensinar profissões para as pessoas atendidas


Da Redação
Do Diário do Grande ABC

19/11/2021 | 00:01


Desenvolvimento social, educação e oportunidade. Esses são os três pilares de atuação da Rede Cultural Beija-Flor, ONG (Organização Não Governamental) que atua há 28 anos em Diadema, ajudando crianças e jovens com idades entre 6 e 24 anos, em situação de risco ou vulnerabilidade social. Somente em 2021, a organização social impactou a vida de 2.820 pessoas, sendo que, destas, 425 são crianças e jovens matriculados nas atividades da entidade, que possui parcerias com o Sebrae, Senac e Senai.

Atualmente, um dos focos da instituição é oferecer oportunidade para os jovens aprenderem uma profissão. Para isso, a ONG está lançando salão de beleza-escola para que os alunos aprendam os mais diversos serviços e possam ingressar no mercado de trabalho, tanto local como de grandes redes de beleza. Também em novembro, a entidade inicia aulas de estética, com cursos de design de sobrancelha, alongamentos de unhas entre outras. Ao fim de cada curso, os jovens ganham mentorias de empreendedorismo e marketing para que possam colocar o aprendizado em prática e criar seu próprio negócio. 

Em 2020, durante o auge da pandemia, a organização acompanhou 273 famílias, com 2.184 beneficiários diretos. Além disso, foram mais de 56 toneladas de alimentos arrecadados, 524 livros e revistas e 2.500 máscaras de proteção facial disponibilizados por meio de doações. 

“Estamos em uma fase de consolidar o nome da Beija-Flor na questão de preparar os jovens para o mercado de trabalho. Sempre demos muito enfoque à cultura e, nos últimos três anos, entendemos que, além disso, é importante formá-los para o mercado de trabalho. A ideia é ensiná-los a pescar e não dar o peixe a eles”, esclarece Juliana Meyer, presidente da rede. 

Dentre os projetos promovidos pela organização, que fica na Estrada Pedreira Alvarenga, 2.343, no bairro Eldorado, está o Néctar, no qual adolescentes com idades entre 14 e 16 anos têm uma orientação vocacional para, assim, aumentarem suas perspectivas de futuro nas áreas educacionais e profissionais. Dentre os aspectos abordados no projeto estão cidadania, esporte, cultura, ensino técnico e língua estrangeira, comunicação, práticas filosóficas para uma boa convivência, entre outros.

Para doações, empresas podem destinar parte do seu IR (Imposto de Renda) para a organização. Pessoas físicas e jurídicas podem ajudar por meio de notas fiscais paulistas, doação via PayPal, financeira ou voluntariado. No caso das pessoas jurídicas, há ainda a possibilidade de adotar um projeto ou realizar a doação de produtos e serviços.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;