Fechar
Publicidade

Sábado, 21 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Ceni aproveita ‘invenção’ de Abel e São Paulo
bate Palmeiras no Allianz

Divulgação/Palmeiras/Cesar Greco Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Treinador palmeirense escala time reserva, Tricolor domina e faz 2 a 0


Das agências

18/11/2021 | 09:46


O maior público do Allianz Parque em dois anos viu uma atuação desastrosa do Palmeiras ontem à noite. Abel Ferreira escalou o time quase todo reserva e foi completamente dominado pelo São Paulo, que se recuperou da goleada sofrida para o Flamengo e venceu o arquirrival por 2 a 0 no clássico válido pela 33ª rodada do Brasileirão. Gabriel Sara fez o primeiro e Luciano selou o triunfo, encerrando uma seca de 11 partidas.

Abel Ferreira decidiu usar reservas, escalou atletas que não vinham jogando e viu uma das piores atuações de sua equipe na temporada. Apenas Weverton se salvou. Não fosse o goleiro, o São Paulo construiria uma goleada histórica na casa do rival. A segunda derrota consecutiva no Brasileirão deixa o Palmeiras estacionado nos 58 pontos, ainda no terceiro posto. O São Paulo aproveitou a estratégia equivocada do rival e vai dormir mais tranquilo depois do bom jogo que fez no sétimo Choque-Rei da temporada. Foi aos 41 pontos e abriu cinco para o Bahia, o primeiro integrante do grupo que desce à Série B.

O duelo foi assistido presencialmente por mais de 35 mil palmeirenses e foi a partida com o maior público no Allianz Parque desde que os torcedores foram liberados para retornar às arquibancadas.

Sem entrosamento e sem Raphael Veiga e Gustavo Scarpa, meias responsáveis por boa parte dos gols e assistências da equipe na temporada, os anfitriões encontraram dificuldades para criar.

A estratégia do treinador português favoreceu o São Paulo, que se fechou com competência e saiu rápido nos contra-ataques. Entrou mais ligado e foi muito mais perigoso que o rival, tanto que acertou a trave com Vitor Bueno antes de abrir o placar. Após vacilo de Renan e Jorge na esquerda, Luciano ganhou pelo alto e Gabriel Sara pegou a defesa palmeirense aberta; o meita avançou e acertou um bonito chute no canto direito de Weverton, aos 23 minutos.

Para a segunda etapa, Abel Ferreira manteve o time. Resultado: o São Paulo aproveitou. Patrick de Paula, em um de seus piores dias, entregou de graça para Luciano, que avançou e bateu por baixo de Weverton, aos 15. O Tricolor ainda faria o terceiro, anulado por impedimento.  



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;