Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 17 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Região pode ter pela primeira vez quatro
sedes da Copa São Paulo

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

São Bernardo, São Caetano, Diadema e Mauá pleiteiam chance de receber chaves do torneio


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

18/11/2021 | 08:50


O Grande ABC poderá ter pela primeira vez, em 2022, quatro sedes da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Isso porque estádios de São Bernardo, São Caetano, Diadema e Mauá estão sendo preparados para receber grupos do torneio, que deverá ser disputado entre 3 e 25 de janeiro. As exigências da FPF (Federação Paulista de Futebol), no entanto, são diversas. Ainda assim, clubes e/ou prefeituras buscam atender os requisitos. A entidade deverá divulgar oficialmente as escolhas em até quatro semanas.

Duas cidades parecem mais adiantadas para receber as partidas, casos de Diadema, que terá o Água Santa como cabeça de chave no recém-reformado Estádio do Inamar, e São Caetano, que depois de três edições voltaria a ter o Anacleto Campanella a serviço do Azulão na Copinha. “A gente está em busca de finalizar algumas questões, oferecer o que é solicitado pela Federação para poder ser agraciado e sediar um dos grupos da Copinha”, afirmou o presidente da nova gestão azulina, Manoel Sabino Neto. 

Já o Pedro Benedetti, que em 2020 voltou a receber a competição após 34 anos, vive a expectativa se vai ser casa de Mauá FC e Grêmio Mauaense – ou pelo menos um deles. No site da FPF, a praça esportiva mauaense está interditada por falta de laudo de segurança “vigente e regular”. Porém, segundo o secretário de Esportes e Lazer José Luis Ferrarezi, o local já teve a situação regularizada. “Nosso estádio não tem nenhuma pendência, está tudo certo. Colocamos a cidade à disposição(da Federação, para ser sede) e estamos aguardando”, ressaltou ele, que não sabe se Índio e Locomotiva dividirão o grupo.

Por fim, São Bernardo teria uma mudança: com o Estádio 1º de Maio sendo preparado para o Paulistão, o Baetão voltaria a ser utilizado, com o EC São Bernardo como clube-sede, enquanto o São Bernardo FC pode ser alocado em uma chave fora da região. O Santo André, campeão do torneio em 2005, vai participar jogando fora de casa, já que o Bruno Daniel só voltará a ser sede em 2023, segundo a administração pública.

Em duas oportunidades a região teve três cidades recebendo jogos, casos de 2017 (São Bernardo, São Caetano e Diadema) e 2020 (São Bernardo, Diadema e Mauá). No ano que vem, porém, existe a possibilidade deste recorde ser batido. Desde 1998 o Grande ABC tem pelo menos uma cidade-sede na Copa São Paulo.

TRADIÇÃO
A região recebe jogos da Copinha há 23 edições consecutivas (em 2021 não houve torneio em razão da pandemia da Covid-19). São Bernardo é a que mais vezes recebeu jogos, em pelo menos 21 oportunidades, no clube da Volks (1985), Baetão e 1º de Maio, sendo ainda o município que manteve a competição presente no Grande ABC entre 2005 e 2016 como sede única. São Caetano foi a primeira das sete cidades a receber partidas, em 1978 – antes disso, a disputa era restrita à Capital. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;