Fechar
Publicidade

Sábado, 21 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Ana Paula Padrão abre o jogo sobre sexo após os 50 anos de idade e retirada do útero

Reprodução/Twitter Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


13/11/2021 | 12:11


Ana Paula Padrão abriu sua intimidade nas redes sociais. A jornalista e apresentadora do MasterChef Brasil publicou um texto sobre sua vida sexual e as descobertas que teve após completar 50 anos de idade. Ela, que já havia falado sobre não ter filhos, explicou que passou por uma cirurgia de retirada do útero e ovários, e precisou fazer um tratamento de reposição hormonal.

O sexo muda nos 50+? Muda. E pode ser pra melhor! Um médico amigo me disse, um dia, que o sexo mora na cabeça. Concordo totalmente. Se a mulher acredita que os 50+ são a idade da invisibilidade, ela ficará invisível. Assim como aquela que acredita que certas roupas não são pra ela, que é hora de cortar o cabelo ou de manter um certo recato no comportamento. Preciso reconhecer aqui que a menopausa tem um efeito importante sobre a libido, pelo qual não passei. Ainda antes desse período vi alguns miomas uterinos, com os quais convivi muitos anos, crescerem a ponto de preocupar meu ginecologista e decidimos que útero e ovários deveriam ir embora. Fui histerectomizada e iniciei imediatamente uma reposição hormonal. Poderia não ter me adaptado a ela como acontece com muitas mulheres. Mas pra mim foi tranquilo e, para as que podem aderir sem contraindicações, recomendo, disse ela no início do texto.

Ana confessou também que já tentou esconder partes do próprio corpo, mas que agora, passado os 50 anos de idade, se sente livre da preocupação com a reprodução e também da estética:

Dito isso, ainda creio que a principal ignição sexual está em sentir-se confortável com seu corpo e gostar da intimidade e do prazer que o ato sexual proporciona. Com alguém que se ama, é perfeito! Existe uma magia em despir-se diante da outra pessoa, literalmente e metaforicamente também. Já tentei esconder, quando era mais novinha, partes do meu corpo de que eu não gostava muito e o pensamento dividido entre a vergonha e a entrega é o mais poderoso antídoto do prazer. A mulher mais madura que aproveita o sexo porque gosta - e sabe do que gosta - libertou-se da cultura do seu tempo passou. Pra ela, o tempo chegou e a mãe tá on! Passar dos 50 é estar livre da preocupação com a reprodução, com a ética e a estética e curtir todas as nuances daquele momento apenas pelo que ele nos traz em prazer instintivo animal. É bom e pronto. Apesar disso, pesquisas mostram que pelo menos metade das mulheres que passou dos 50 abdicou da vida sexual e, parte delas, com alívio. Tabu? Machismo? Hormônios? Um pouco de cada? Não sei mas te garanto, amiga 50+, que vale a pena conversar sobre isso! Bora?



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;