Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Lira, sobre parecer da CPI: falaremos algo a partir da aprovação do texto final



26/10/2021 | 18:51


O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse que fará comentários sobre o relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) apenas após sua votação. Elaborado pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL), seu rival político em Alagoas, o parecer pede o indiciamento de 81 pessoas, entre elas o presidente Jair Bolsonaro. O senador recomenda ainda uma proposta para regulamentar o crime de genocídio - esse era um dos crimes sobre os quais ele tinha intenção de indiciar Bolsonaro, mas a citação acabou retirada do relatório após divergências entre os senadores.

"Não conheço o relatório e não sei o que ele vai tratar, quem ele vai incluir e quem ele vai retirar", afirmou Lira. "Conhecendo a votação final do relatório é que a gente vai ter como se posicionar. O parecer do relator não nos cabe comentar até porque é um trabalho específico dele, com todo respeito e competência que tem, mas precisará ser aprovado. A partir do texto final poderemos falar alguma coisa."

Sem citar o nome de Renan, Lira fez questão de mencionar a fala em que o relator disse que daria um presente ao senador Luis Carlos Heinze (PP-RS) na lista de indiciados pela propagação de notícias falsas sobre a covid-19. "Os outros senadores estavam pedindo bom senso para que não tivesse esse tipo de ação", afirmou.

Lira disse ainda que aguarda informações sobre se o relatório vai incluir deputados entre os indiciados no relatório "porque expressam seu pensamento". "Se eles cometeram crime ou não, estou esperando para me posicionar com relação a este evento como presidente da Casa."

Lira foi questionado ainda sobre se a inclusão do presidente Jair Bolsonaro na lista de indiciados faria com que mudasse sua posição a respeito da abertura de processos de impeachment, mas foi evasivo na resposta. Disse ter respeito pelo Senado e pelo trabalho da comissão, mas não deixou claro se havia mudado de ideia. "Se tem alguma coisa que não podemos desconsiderar são as mortes que aconteceram no Brasil e no mundo."



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;