Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Estádio Centenário poderá receber até 75% da capacidade em final da Libertadores



25/10/2021 | 20:38


Os presidentes de Flamengo e Palmeiras se reuniram nesta segunda-feira com membros da Conmebol, no Paraguai, para debater sobre a organização da final da Copa Libertadores, marcada para 27 de novembro, em Montevidéu, no Uruguai. A principal novidade no encontro foi a informação de que as autoridades locais permitiram a ampliação do estádio Centenário para até 75% de sua capacidade. Inicialmente, estava prevista a liberação de 50% da capacidade do local, que será palco da decisão continental.

O Flamengo foi representado pelo presidente Rodolfo Landim e pelo vice-presidente de relações externas do Flamengo, Luiz Eduardo Baptista, o Bap. No lado do Palmeiras, quem esteve no encontro foi o presidente Mauricio Galiotte, que vive seus últimos dias de mandato e será sucedido por Leila Pereira.

Dirigentes da CBF, como o presidente Ednaldo Rodrigues e os vices Fernando Sarney e Gustavo Feijó, também estiveram presentes na reunião no Paraguai. A Conmebol disse que, no encontro, "foram debatidas questões operacionais, logísticas e de segurança da final" no estádio Centenário.

A Secretaria Nacional do Esporte do Uruguai emitiu um comunicado nesta segunda-feira confirmando a liberação de até 75% de público em eventos esportivos 100% ao ar livre no país vizinho. A medida se aplica à decisão da Libertadores e começa a valer nesta terça-feira, dia 26. Dessa maneira, cerca de 45 mil pessoas poderão acompanhar no estádio a partida entra Flamengo e Palmeiras.

As autoridades uruguaias exigem que as pessoas maiores de 12 anos que entrarem no estádio devem apresentar certificado de vacinação constando as duas doses da vacina contra a covid-19 - com no mínimo 14 dias transcorridos da aplicação da segunda dose do imunizante.

A venda dos ingressos para a final será aberta na quarta-feira, dia 27. As vendas dos setores para cada finalista serão gerenciadas pelos clubes com seus torcedores. Cada torcida terá datas e horários específicos para acessar à plataforma e comprar ingressos. A princípio, foram colocados 20 mil ingressos à venda, mas esse número será ampliado com a decisão do governo uruguaio.

O bilhete mais barato para assistir ao duelo em Montevidéu custa US$ 200 (cerca de R$ 1,1 mil) e o mais caro, US$ 650 (R$ 3.600). O alto valor das entradas provocou protestos das torcidas e até de atletas. Já está definido que cada clube terá direito a cerca de 10 mil ingressos, e não mais 5 mil, como acordado anteriormente.

Cada clube finalista terá um setor designado para a presença de seus torcedores. Os flamenguistas ficarão na Tribuna Colombes, lugar ocupado tradicionalmente pelos torcedores do Nacional, e os palmeirenses, na Tribuna Amsterdam, onde historicamente se acomodam os fãs do Peñarol. A tribuna principal (América), cujo valor do ingresso é o mais caro, e a tribuna oposta (Olímpica) são consideradas setores neutros para o público em geral (uruguaios e estrangeiros).



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;