Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 29 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Federer segue em baixa no ranking, perde mais quatro lugares e agora está em 15º



25/10/2021 | 11:14


Aos poucos a ausência no circuito profissional, em razão da recuperação de uma terceira cirurgia no joelho, está causando consequências ruins para Roger Federer no ranking da ATP. O suíço segue perdendo colocações e já vê o Top 20 em risco. Na atualização divulgada nesta segunda-feira, o tenista de 40 anos caiu mais quatro posições, mas ainda se manteve entre os 15 primeiros, ocupando justamente o 15.º lugar.

Federer foi ultrapassado pelo italiano Jannik Sinner, que ficou ainda mais perto do inédito Top 10, pelos canadenses Felix Auger-Aliassime (12.º) e Denis Shapovalov (13.º) e pelo britânico Cameron Norrie, que ao atingir a 14.ª colocação conseguiu a melhor marca da carreira até então.

A maior ameaça ao suíço na próxima semana é o argentino Diego Schwartzman, que está 92 pontos atrás e precisa ir até as semifinais do ATP 500 de Viena, na Áustria, nesta semana, se quiser superar Federer. Também podem superar o tenista suíço já no próximo ranking, na próxima segunda-feira, o chileno Cristian Garin e o espanhol Pablo Carreño Busta.

Federer não defende mais pontos até a última semana da temporada 2021, quando verá serem descontados 400 pontos pela semifinal do ATP Finals de 2019. Por enquanto, mesmo se perder essa pontuação, o suíço se manteria no Top 20 justamente no 20.º lugar.

Entre os brasileiros, a semana não começou boa para o cearense Thiago Monteiro, que no domingo revelou um desconforto no adutor e por isso não disputará o Challenger de Lima, no Peru. Nesta segunda-feira, ele viu também seu ranking cair, descendo cinco colocações na lista da ATP e indo para o atual 97.º lugar.

Como não irá jogar nesta semana, Monteiro corre algum risco de deixar o Top 100, mas precisa de uma combinação de resultados dos rivais que estão logo atrás, principalmente porque provisoriamente vai ganhando duas posições e teria então que ser superado por seis oponentes.

Quem não se moveu no ranking foi o paranaense Thiago Wild, número 2 do Brasil e 126 do mundo. Um pouco mais embaixo, o brasiliense Gilbert Klier deu o maior salto entre os 10 melhores brasileiros da ATP, ganhou 51 colocações e agora é o 424 do mundo, sua melhor posição da carreira.

FEMININO - Semifinalista na semana passada no W80 de Macon, nos Estados Unidos, a brasileira Beatriz Haddad Maia continua escalando o ranking e cada vez mais se firma entre as 100 melhores do mundo. Na lista desta segunda-feira, ela ganhou mais três colocações e agora é a 91.ª do mundo.

Bia Haddad pode manter o bom momento e subir um pouco mais nesta semana no W80 de Tyler, também em solo americano, onde buscará mais pontos para voltar a figurar entre as 90 melhores ou até mais acima, dependendo do resultado. Contudo, algumas rivais logo abaixo disputam torneios maiores e ameaçam a brasileira.

Depois de Bia Haddad, mais três brasileiras aparecem no Top 300, com destaque para a paulista Carolina Meligeni Alves, sovrinha do ex-tenista Fernando Meligeni, que deu salto 18 colocações e agora é a 295.ª do mundo, aparecendo pela primeira vez na carreira entre as 300 primeiras.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;