Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

São Caetano empata com o XV na volta da torcida ao Anacleto Campanella

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Cerca de 1.500 torcedores presenciaram a partida após um ano e meio longe do estádio, em duelo válido pelas quartas da Copa Paulista


Francisco Lacerda
Do Diário do Grande ABC

23/10/2021 | 17:38


O São Caetano empatou com o XV de Piracicaba por 1 a 1, nesta tarde (23), no primeiro jogo com torcida, que voltou ao Anacleto Campanella após um ano e meio com arquibancadas vazias. A partida marcou o início das quartas de final da Copa Paulista. Com o resultado, a definição do classificado para a semifinal fica para o jogo de volta, terça-feira, às 20h, no Interior. Quem vencer avança e nova igualdade leva a decisão para os pênaltis. No outro duelo de ontem a Portuguesa foi a Votuporanga e venceu o time da casa, 3 a 0.

O jogo começou com boa movimentação das duas equipes. Os cerca de 1.500 torcedores que tiveram o ingresso cedido pela diretoria, empurravam o Azulão, que marcava mais presença no campo de ataque, mas esbarrava na forte marcação do time do Interior. Aos oito, no primeiro lance de perigo, Portuga carregou livre, ele e o goleiro, mas deu um toque a mais e o arqueiro se antecipou. Depois disso o São Caetano perdeu mais três oportunidades. E uma das máximas do futebol ‘entrou em campo’, a de que quem não faz, leva. Aos 18, Lucio Flávio se antecipou à zaga do time da região e, quase caído, tocou para o fundo da rede de Luiz: 1 a 0.

O São Caetano passou a insistir pelas laterais e foi recompensado aos 35. Após cruzamento da esquerda na área, Livinho cabeceou para o chão, o goleiro defendeu parcialmente e, no rebote, Portuga marcou. O árbitro auxiliar deu impedimento. Mas, após análise do VAR, outra novidade na partida, o gol foi validado, para delírio dos torcedores: 1 a 1.

Na segunda etapa o panorama não mudou e o equilíbrio predominava. Mas foi o XV que começou pressionando. E logo a um minuto, após falta levantada na área, Rodrigo San marcou, mas estava impedido. Aos quatro, em jogada dentro da área, Léo Ceará dominou e soltou a bomba na rede, mas pelo lado de fora. Aos 10, o São Caetano respondeu. Portuga recebeu dentro da área, dominou e tocou de calcanhar para Livinho, livre; ele, o goleiro e o gol. Ele bateu de chapa, mas para fora e perdeu gol incrível. Torcida não perdoou e logo depois ele foi substituído.

Marcelinho e Rato eram os responsáveis pela armação. Aos 22, o próprio Rato bateu de fora da área, a bola tinha rumo certo, mas Beliato se esticou e pôs para escanteio.

Aos 30, novamente o VAR entrou em ação. Portuga, bastante acionado e que levava incômodo à zaga do XV, dominou na área, driblou o goleiro e foi derrubado. Após análise, houve a marcação de impedimento. Aos 34 novamente Portuga, desta vez de cabeça, assustou os interioranos. O Azulão esqueceu as laterais e o jogo ficou mais centralizado.

Assim, dos 35 em diante, com cautela, o XV passou a cadenciar o duelo e a administrar o resultado. Não dava chance de contra-ataque ao Azulão, que até tinha lampejos na frente, mas sem efetividade. E foi assim até o apito final.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;