Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Vacinação de jovens de 12 a 17 anos superam os 90% em 4 cidades

Divulgação/ Prefeitura Ribeirão Pires Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Santo André, São Caetano, São Bernardo e Ribeirão Pires estão adiantados na campanha


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

22/10/2021 | 05:48


Quatro cidades do Grande ABC ultrapassaram a marca dos 90% de cobertura na vacinação de jovens entre 12 a 17 anos contra a Covid, de acordo com informações enviadas pelas prefeituras. Santo André, São Caetano, São Bernardo e Ribeirão Pires praticamente finalizaram a aplicação da primeira dose e agora focam na complementação do esquema. A segunda dose já está disponível para quem foi imunizado no fim de agosto.

A campanha mais avançada na faixa etária é a de São Caetano, que já protegeu praticamente todos os 8.472 jovens de 12 a 17 anos que moram na cidade, assim como Ribeirão Pires, que atingiu 99,8% de cobertura do público estimado em 8.500 pessoas. Santo André imunizou 96% dos 50.845 jovens, enquanto que São Bernardo garantiu a proteção de 91,5% da faixa etária.

As outras três cidades estão atrasadas. Em Diadema, a imunização contra a Covid é realidade para 88,5% das 44.222 pessoas entre 12 e 17 anos, enquanto que, em Mauá, só 63% dos 49.462 munícipes já estão protegidos. A pior situação é registrada em Rio Grande da Serra, com a cobertura de 52,2% dos 49.462 jovens. No total, a primeira dose já foi aplicada em 85,7% dos 270.963 moradores da faixa etária.

A antecipação da segunda dose da vacina da Pfizer, anunciada terça-feira pelo governo do Estado, que reduziu de oito semanas para 21 dias o complemento vacinal com o imunizante norte-americano não contempla os jovens da faixa etária. De acordo com o governo estadual, a antecipação só será possível caso São Paulo recebe mais doses da vacina do Ministério da Saúde.

No Brasil apenas o imunizante da Pfizer está autorizado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para ser aplicado em pessoas entre 12 e 17 anos o que dificulta a aceleração da campanha. Em agosto, o Instituto Butantan pediu para a agência autorização para o uso da Coronavac em crianças a partir dos 3 anos, mas a solicitação foi negada por falta de testes mais amplos de eficácia e segurança.

DOSE COMPLEMENTAR

Avança a passos lentos a aplicação do reforço em idosos com 60 anos ou mais no Grande ABC. De acordo com números das prefeituras, apenas 31,4% dos 426.5429 pessoas que compõem este público já recebeu a dose complementar.

A melhor situação é a de São Caetano, que tem 19% da sua população com 60 anos ou mais e já conseguiu imunizar 15.599 pessoas desta faixa etária, ou seja, cobertura de 43,6%. São Bernardo já ofereceu o reforço para 35% e Ribeirão Pires para 33,4%. Na sequência aparecem Santo André com 31,6%, Mauá com 28,4% e Diadema, com 19,3%. Rio Grande da Serra é a única cidade que não envia dados separados da terceira dose. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;