Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Meghan Markle fala sobre a chegada da filha e relembra infância difícil: Comecei a trabalhar com 13 anos de idade



21/10/2021 | 14:10


Meghan Markle decidiu abrir o coração ao relembrar sua infância em uma carta aberta enviada à porta-voz do Congresso norte-americano Nancy Pelosi e ao líder da maioria no Senado Chuck Schumer. De acordo com a People, o texto falava sobre a importância de se implementar um sistema de licenças remuneradas - como a licença maternidade, por exemplo - no sistema de trabalho estadunidense, e a duquesa ainda comentou sobre o privilégio de poder cuidar da filha, Lilibeth Diana.

Logo nos primeiros parágrafos da declaração, Meghan relembra a infância marcada por dificuldades financeiras e comenta sobre o esforço dos pais em conseguir dinheiro para cuidar da casa e dos filhos, e conta que um de seus maiores luxos era quando podia comer em um restaurante popular:

Eu cresci com o buffet de salada de cinco dólares [pouco mais de 28 reais na cotação atual] do Sizzler - talvez custasse até menos naquela época (sendo sincera, eu não me lembro) -, mas o que eu posso me lembrar é do sentimento. Eu sabia o quão duro meus pais trabalharam para pagar aquilo porque mesmo que só custasse cinco dólares, comer fora era algo especial e eu me sentia sortuda.

Pouco depois, Markle ainda fala sobre ter começado a trabalhar ainda pequena e sobre sua rotina puxada para conseguir juntar dinheiro e pagar suas contas antes de fazer sucesso com a carreira de atriz:

Eu comecei a trabalhar (na loja de frozen yogurt do bairro) com 13 anos de idade. Eu atendia mesas, era babá e acumulava trabalhos para tentar fechar as contas. Eu trabalhei a minha vida toda e fui economizando quando e onde conseguia - mas mesmo isso era um luxo - porque normalmente eu tinha que dar um jeito e ter o suficiente para pagar o aluguel e colocar gasolina no meu carro.

Por fim, a esposa do príncipe Harry falou sobre ter o privilégio de uma condição financeira que lhe permite ficar em casa e cuidar da filha, que nasceu em junho deste ano, sem se preocupar em voltar para o trabalho o quanto antes e garantir o sustento de sua família:

Em junho, meu marido e eu recebemos nossa segunda filha. Como muitos pais, ficamos muito felizes. Como muitos pais, ficamos sobrecarregados. Como nem todos os pais, não fomos confrontados pela difícil realidade de ou passar aqueles primeiros meses críticos com o nosso bebê ou ter que voltar a trabalhar. Nós sabíamos que podíamos levar ela para casa e naquele momento vital (e sagrado) dedicar tudo a nossos filhos e nossa família.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;