Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Defesa chama de "absurdo" indiciamento de Wizard em relatório da CPI da Covid



20/10/2021 | 20:36


A defesa do empresário Carlos Wizard classificou como absurda a inclusão dele no rol de pessoas que o relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), sugeriu indiciar por crimes cometidos na pandemia.

Em nota enviada à imprensa, o advogado Alberto Toron, que representa Wizard, disse que ele não é responsável por definir políticas públicas sobre saúde e muito menos de combate à covid-19. O relatório da CPI sugere que o empresário seja indiciado por epidemia com resultado morte e incitação ao crime.

"Portanto, o indiciamento dele é um absurdo. A defesa vai aguardar que a conclusão, o relatório da CPI seja enviado para o Ministério Público, e vamos ver qual encaminhamento jurídico será dado. Aí, sim, nos manifestaremos de forma mais ampla e concludente", afirmou o advogado.

O relatório aponta Wizard como integrante do gabinete paralelo, que, segundo as investigações da comissão, assessorava o presidente Jair Bolsonaro nas decisões em torno da gestão da pandemia. Entre elas, estão a defesa do kit Covid, com medicamentos ineficazes contra o coronavírus, e da tese da imunidade de rebanho por contágio.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;