Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Auxílio é avanço no que tange programa de transferência de renda, diz Roma



20/10/2021 | 17:35


Em meio a críticas de que o Auxílio Brasil vitaminado com parcelas temporárias até dezembro de 2022 se trata de medida eleitoreira, o ministro da Cidadania, João Roma, saiu em defesa do projeto. "É avanço no que tange a programa de transferência de renda", declarou nesta quarta-feira, em pronunciamento no Palácio do Planalto. "O Auxílio Brasil integra políticas sociais e integra teia de proteção social", acrescentou.

Roma reiterou em coletiva a disposição do governo em pagar um benefício de R$ 400 a famílias em situação de pobreza, como já confirmado mais cedo pelo presidente Jair Bolsonaro em evento no Ceará, mas não esclareceu como o novo programa será financiado sem ferir o teto de gastos.

Na coletiva, ele disse não aventar o pagamento das parcelas via crédito extraordinário e prometeu um aumento linear permanente de 20% a todos os beneficiários, bem como zerar a fila de espera até dezembro.

Na avaliação do ministro da Cidadania, a pandemia está chegando ao fim no Brasil, mas ainda deixa um grande passivo na forma de "consequências sociais".



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;