Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 29 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

À CPI, Procon diz que Enel lidera queixas em Diadema

Diretora do departamento, Eliete Menezes cita que contas abusivas são 90% das críticas


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

20/10/2021 | 00:42


A CPI da Enel em Diadema ouviu ontem a coordenadora do Procon na cidade, a ex-primeira-dama Eliete Menezes, que apontou que a concessionária de energia elétrica lidera o ranking de reclamações no município. Segundo ela, o sistema interno da instituição registrou 263 reclamações formais neste ano, sendo que, desse total, 90% são referentes a contas abusivas.

O depoimento de Eliete deu início à fase de coleta de declarações na investigação na Câmara. Além de Eliete, Marcos Vicente, presidente da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas), comentou sobre a relação do comércio com a Enel – e também citou alto volume de queixas com relação ao servido da empresa.

Eliete discorreu que, a despeito do índice de questionamentos sobre a execução do serviço da Enel, há dificuldade em cobrar soluções, seja por problemas burocráticos ou pelo fato de alguns casos serem direcionados para a Defensoria Pública (nos casos em que a Enel não aceita repactuar as dívidas do consumidor).

Para o presidente da CPI, Eduardo Minas (Pros), o relatório do Procon trouxe números “estarrecedores” acerca da atuação da empresa na cidade. “A gente tinha uma visão de que a situação era ruim pelo volume de demandas e reclamações que recebíamos. Mas não imaginávamos que estava neste nível”, disse. A CPI é composta por Cabo Angelo (PV, relator), Cicinho (PSB), Lucas Almeida (DEM) e Neno (PT). O bloco considerou que é necessário reforçar equipamentos para que o Procon possa exercer poder fiscalizatório.

Cinco das sete cidades do Grande ABC instalaram CPI para investigar a atuação da Enel – Santo André, São Caetano, Mauá e Ribeirão Pires, além de Diadema. Na segunda-feira, representantes da concessionária estiveram na Câmara de Santo André para mostrar a versão da companhia a respeito das acusações.

Em Ribeirão Pires, o presidente do Legislativo, Guto Volpi (PL), publicou a abertura do bloco de investigação e designou os componentes. Diogo Manera (PSDB) vai presidir os trabalhos, tendo Rato Teixeira (PTB) como relator e Leandro Tetinha (PTB) como integrante. O grupo terá 120 dias de vigência.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;