Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Médico é morto a tiro na Barra; Polícia prende suspeito e crê em latrocínio



19/10/2021 | 19:47


O médico Claudio Marsili, de 64 anos, foi morto a tiro às 6h35 desta terça-feira, 19, ao chegar à clínica da qual era sócio, na Barra da Tijuca (zona oeste do Rio). A Polícia Civil acredita se tratar de um latrocínio (roubo seguido de morte). Assaltantes desembarcaram de um Renault Sandero preto e renderam Marsili, que havia desembarcado de sua caminhonete Toyota Hilux cinza, após estacionar na avenida Fernando Mattos, em frente à Clínica Viteé.

Mesmo sem reagir ao assalto, ele foi baleado na cabeça e morreu no local, a 600 metros da Delegacia de Homicídios do Rio. Os criminosos fugiram com a caminhonete e o Sandero.

À tarde, o veículo usado pelos criminosos foi encontrado no morro do Turano, na zona norte do Rio, e um homem foi detido. Segundo a Polícia Civil, com Thiago Barbosa dos Santos, de 38 anos, que tem 13 anotações criminais, foi encontrada uma mochila com objetos do médico, como uma caneta personalizada e o carimbo com seu registro profissional no Conselho Regional de Medicina. Também havia uma chave que a polícia acredita ser da Hilux do médico. Um filho do médico reconheceu a chave, mas até a publicação desta reportagem a caminhonete não havia sido encontrada.

Santos tinha ainda 12 munições de fuzil, segundo a Polícia Civil. O Sandero e o suspeito foram encontrados durante ação conjunta da Polícia Civil com policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Turano.

Segundo a polícia, o Sandero usado pelos criminosos foi roubado na área da Penha, na zona norte do Rio, em data ainda não divulgada, e estava circulando com placas clonadas de outro veículo de mesmo modelo e cor. O veículo foi submetido a perícia. O músico Nilton de Souza da Costa, que é dono de um Sandero que tem as placas originais, foi à Delegacia de Homicídios do Rio nesta tarde para esclarecer que seu carro está numa oficina em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, onde ele mora. A veracidade da afirmação dele foi constatada por policiais civis que foram à oficina.

Marsili era cirurgião plástico formado em 1982 pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). Ele tinha 16 mil seguidores no Instagram. O médico tem um casal de filhos, Mila e Italo. Italo Marsili, de 35 anos, também é médico, formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e tem 1,4 milhão de seguidores no Instagram. Admirador do escritor Olavo de Carvalho, ele chegou a ser cotado para assumir o Ministério da Saúde em maio de 2020, depois que Nelson Teich pediu demissão do cargo. Na ocasião, Italo foi à Brasília para se reunir com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), mas, apesar do apoio da ala ideológica do governo federal, como os deputados federais Caroline de Toni (PSL-SC) e Filipe Barros (PSL-PR), acabou sendo preterido pelo general Eduardo Pazuello.

Na manhã desta terça-feira, Italo foi ao local do crime acompanhado pelo amigo cardiologista Rodrigo Reis e pelo padre Matheus Aquino. Depois, pela internet, pediu orações ao pai e agradeceu as mensagens de solidariedade.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;