Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 26 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Funcionamento 24h de porto já demonstra resultados para gargalos, diz Casa Branca



19/10/2021 | 15:18


A secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, informou que a abertura 24 horas por dia dos principais portos dos Estados Unidos já está mostrando resultados diante dos gargalos nas cadeias produtivas. Em coletiva à imprensa nesta terça-feira, a porta-voz disse que "os problemas de oferta são multifacetados" e que, neste momento, o foco da administração está nos portos.

Jen Psaki afirmou que alguns portos nos Estados Unidos estão lidando com um volume 30% maior de bens recentemente, dado que "há mais empregos e as pessoas estão gastando mais".

Em conta oficial no Twitter, o porto de Los Angeles informou que, com a colaboração de parceiros ferroviários, o tempo de espera dos trens foi reduzido em mais da metade nos últimos 30 dias.

Questionada sobre por que o presidente Joe Biden não agiu com antecedência para solucionar os gargalos, Psaki garantiu que o problema está sendo tratado desde fevereiro e, mais uma vez, atribuiu a culpa aos volumes de bens demandados acima da média.

Taxação de carbono

A secretária de imprensa da Casa Branca afirmou que a taxação de carbono não está fora de discussão nas negociações do presidente dos EUA com o Congresso sobre seu pacote social e ambiental de US$ 3,5 trilhões. Questionada por um repórter, a porta-voz disse que "nenhuma opção está descartada". "Esta é uma negociação em andamento", afirmou Psaki, em coletiva à imprensa,.

A porta-voz pontuou, porém, que a ideia não foi de Biden.

De acordo com o repórter, o senador Joseph Manchin, de Virgínia, disse que a taxação de carbono não aparece nas discussões por parte da Casa Branca, ainda que esta afirme haver espaço para avanços na legislação sobre clima.

Também segundo Psaki, Biden mantém a promessa de campanha de não aumentar impostos para indivíduos que ganham menos de US$ 400 mil por ano.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;