Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Vera Viel pede desculpas por comentário sobre magreza em foto de criança: Não fujo às minhas responsabilidades e atitudes



19/10/2021 | 12:10


Vera Viel usou o Instagram para pedir desculpas por ter feito um comentário sobre magreza na foto de uma criança em 2015. O assunto veio à tona na internet e a esposa de Rodrigo Faro publicou um longo texto sobre o assunto.

Na ocasião, uma menina publicou uma foto no Instagram dizendo que queria seguir o sonho de ser modelo. Nos comentários, ela escreveu que era muito magra. Vera Viel, que trabalhou como modelo durante anos, respondeu:

Precisa ser magra para ser modelo, fofa.

O comentário da esposa de Rodrigo Faro repercutiu na web e gerou uma série de críticas. Na ultima segunda-feira, dia 18, Vera se manifestou:

Estou sendo duramente criticada por um comentário que fiz na foto de uma criança em seu perfil do Instagram no ano de 2015. Eu gostaria de publicamente me desculpar com todos que se sentiram ofendidos. Fui modelo por mais de 20 anos e em uma época onde se exigia um padrão de magreza cruel e nada saudável. Sofri muito com dietas e regimes para me enquadrar em tal padrão, senão não teria trabalho. Esse texto não é para discutir os padrões estéticos da moda de alguns anos atrás e tampouco para justificar aquilo que para muitos pode parecer ofensivo e até proposital.

Na carta, ela ainda afirma:

Duda, eu jamais quis dar a entender que, se fosse gorda ou fosse magra demais, seus sonhos seriam tolhidos. Eu respondi ao comentário dizendo sim, você está magra e para ser modelo precisa ser magra! O mundo era assim e fazíamos parte disso. Que pensamento idiota e irresponsável, eu uma mulher que viveu esse mundo cruel de ter que se encaixar em um padrão, mãe de três filhas, concordando com isso?

Vera continua, dizendo que aprende com seus erros:

Sim, todos nós erramos, mas nem todos conseguem enxergar que reconhecer erros e atitudes e aprender sempre fazem a gente amadurecer e ser melhor a cada dia. Que bom que o mundo mudou ou está mudando e que sorte a minha poder aprender com meus erros e sobretudo com a sabedoria de minhas filhas. A falta de empatia e sororidade tem gerado sérios problemas de aceitação, inclusão, autoestima e distúrbios alimentares, às vezes com proporções irreversíveis. Um padrão só não nos representa como mulheres, mas sim a diversidade de biotipos, corpos, cabelos. É essa pluralidade que nos define, e só aprenderemos partindo do princípio do respeito e da desconstrução desses paradigmas.

E por fim, conclui:

Independente do julgamento alheio, o que me preocupa é a minha consciência. Saber que tal frase não foi escrita com a intenção com que foi divulgada. Entretanto, só de imaginar que, (mesmo sem intenção) possa ter sido a responsável por podar o sonho de uma criança, fico triste e com o desejo de me reparar. Tantos anos se passaram e eu não consigo imaginar o tamanho da sua dor e decepção. Que o tempo tenha curado qualquer tipo de mágoa e que, de verdade, você seja uma mulher feliz e realizada, sendo quem você quiser ser, o que você quiser ser e como quiser ser. Com muito respeito e aprendizado. Vera Viel Faro.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;