Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Justiça paralisa trâmite do impeachment de Claudinho

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Juiz de Rio Grande acolhe pedido do tucano para ser ouvido e poder formular perguntas durante processos


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

18/10/2021 | 19:21


O juiz Alexandre Chiochetti Ferrari, da Vara Única de Rio Grande da Serra, determinou a suspensão das comissões processantes instaladas pela Câmara da cidade para averiguar o impeachment do prefeito Claudinho da Geladeira (PSDB). O magistrado entendeu que o prosseguimento do procedimento sem ouvir o tucano poderia configurar em ausência do amplo direito de defesa.

“O denunciado (Claudinho) deverá ser intimado de todos os atos do processo, pessoalmente, ou na pessoa de seu procurador, com a antecedência, pelo menos, de 24 horas, sendo lhe permitido assistir às diligências e audiências, bem como formular perguntas e reperguntas às testemunhas e requerer o que for de interesse da defesa”, considerou o magistrado, a partir de pedido do chefe do Executivo à Justiça. “A intimação prévia estabelecida no dispositivo tem por finalidade permitir ao prefeito denunciado que, participando da sessão, tenha a possibilidade de influir no resultado da deliberação, formulando perguntas e requerendo o que for do interesse da sua defesa.”

Claudinho havia acionado a Justiça no sábado, no plantão, solicitando a paralisação do trâmite da comissão processante. O caso caiu na Vara de Plantão de Santo André, que considerou que o caso precisaria ser analisado pelo fórum de origem, ou seja, o de Rio Grande.

O chefe do Executivo foi denunciado duas vezes no Legislativo. Na primeira, é acusado de evitar resposta de requerimentos de vereadores. Na segunda, de promover esquema de fura-fila da vacinação contra a Covid-19 entre servidores comissionados. O tucano nega todas as irregularidades e diz que boa parte dos apontamentos precisaria ser endereçado a alguns secretários. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;