Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Previsto para ontem, despejo de ONG em São Bernardo é adiado


Da Redação

16/10/2021 | 05:27


A desapropriação do terreno onde funciona a ONG (Organização Não Governamental) Projeto Meninos e Meninas de Rua, no Centro de São Bernardo, que seria realizada ontem, não ocorreu. Decisão da 2ª Vara da Fazenda pública da cidade havia suspendido ordem de despejo no ano passado, mas no dia 1º de outubro determinou que houvesse a desocupação do imóvel em até 15 dias após a Prefeitura sustentar que a instituição não utiliza o local. A casa ocupada pela organização fica em espaço que pertence ao município na Rua Jurubatuba e é sede do projeto há mais de 30 anos.

Conforme um dos coordenadores da ONG Marco Antônio Silva Souza, o Markinho, mesmo que o despejo não tenha ocorrido ontem, as pessoas que integram a direção da instituição estiveram em alerta durante toda à noite e vão continuar da mesma maneira durante o fim de semana.

“Queremos abrir um canal de diálogo com o prefeito (de São Bernardo, Orlando) Morando (PSDB). A instituição sempre ajudou o município e queremos manter nossa atuação. Queremos que o prefeito entenda que estamos utilizando o imóvel. Queremos que o Orlando Morando se sensibilize com nossa situação”, declarou Markinho. Caso haja desocupação, a ONG alega que não teria para onde ir e que não poderia manter as ações. A instituição cogita levar todo o material para o Paço e atender às pessoas que passam pela região próxima ao local.

A Prefeitura tem sustentado que a ONG utiliza a sede se baseando em documentação irregular e com restrições junto ao TCE (Tribunal de Contas do Estado). O imóvel é cedido pela administração por meio de decreto.  



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;