Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Sons que vêm do norte

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Vinícius Castelli
Do Diário do Grande ABC

13/11/2011 | 07:10


O Sesc Santo André recebe hoje, às 20h, como parte do projeto "Invasão do Jazz Nórdico", show do saxofonista Pekka Pylkkanen, que se apresenta ao lado do quarteto brasileiro Sinequanon, formado por Lupa Santiago (guitarra), Vítor Alcântara (saxofones), Sidiel Vieira (contrabaixo) e Carlos Ezequiel (bateria).

O projeto, que além da unidade andreense passa por Sorocaba, São José dos Campos e Capital, apresenta também músicos como o pianista dinamarquês Thomas Walbum e o baterista sueco Niclas Campagnol.

Iniciativa em conjunto das embaixadas da Finlândia, Dinamarca, Noruega e Suécia, ao lado do Instituto Cultural da Dinamarca, o evento promove a cultura dos países nórdicos no Brasil em eventos de música, artes plásticas, arquitetura e cinema.

Natural de Helsinki, Pekka conta que a paixão pela música aconteceu cedo, ainda aos 4 anos. Aos 5, já quis aprender saxofone. "Eu sempre escutava um rapaz da vizinhança tocar. Ele me deixou tentar tocar algumas notas, mas eu era muito novo e pequeno para aquilo", conta o saxofonista. 

O professor - Pekka leciona música em universidades na Finlândia - e maestro já tocou com a All Star Afro-Cuban Jazz Orchestra e se diz apaixonado pela música brasileira. Além de citar músicos como Milton Nascimento, Djavan e Ivan Lins, Pekka conta se encantar com as tradições do Nordeste e revela carinho por um músico em particular. "Hermeto Pascoal tem sido um artista muito importante para mim. Eu estudei sua música e por sorte pude encontrá-lo em Helsinki, há alguns anos."

O músico, além de ter dedicado uma composição, "Hilipata", ao brasileiro, em seu CD "Opaque", de 2001, toca adiante uma big band baseada nas canções de Hermeto.

Mas as atividades de Pekka não param por aí. O finlandês ainda cuida de dois diferentes grupos musicais, Tube Factory e Global Unit, de onde deve pincelar boa parte das faixas para o repertório do show, além de desfilar material dos brasileiros do Sinequanon.

CONEXÃO - Para Maibrit Thomsen, diretora do Instituto Cultural da Dinamarca no Brasil, eventos como esse são modo para que o público brasileiro tenha acesso à música de artistas como Pekka, por exemplo. "A troca com o público e o intercâmbio entre os músicos fazem parte dos objetivos do Instituto Cultural da Dinamarca", conta.

A diretora acredita também que um acordo entre os países seja importante. "Estamos sempre abertos a novas parcerias e com certeza um projeto para mostrar música brasileira na Dinamarca seria muito interessante. Acho que com este tipo de projeto conseguimos estreitar mais as relações entre os países nórdicos e o Brasil."


Invasão do Jazz Nórdico - Show. Pekka Pylkkanen (Finlândia) e Sinequanon (Brasil). Hoje, às 20h. No Sesc Santo André - Rua Tamarutaca, 302. Tel: 4469-1200. Ingr.: de R$ 3 a R$ 12.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sons que vêm do norte

Vinícius Castelli
Do Diário do Grande ABC

13/11/2011 | 07:10


O Sesc Santo André recebe hoje, às 20h, como parte do projeto "Invasão do Jazz Nórdico", show do saxofonista Pekka Pylkkanen, que se apresenta ao lado do quarteto brasileiro Sinequanon, formado por Lupa Santiago (guitarra), Vítor Alcântara (saxofones), Sidiel Vieira (contrabaixo) e Carlos Ezequiel (bateria).

O projeto, que além da unidade andreense passa por Sorocaba, São José dos Campos e Capital, apresenta também músicos como o pianista dinamarquês Thomas Walbum e o baterista sueco Niclas Campagnol.

Iniciativa em conjunto das embaixadas da Finlândia, Dinamarca, Noruega e Suécia, ao lado do Instituto Cultural da Dinamarca, o evento promove a cultura dos países nórdicos no Brasil em eventos de música, artes plásticas, arquitetura e cinema.

Natural de Helsinki, Pekka conta que a paixão pela música aconteceu cedo, ainda aos 4 anos. Aos 5, já quis aprender saxofone. "Eu sempre escutava um rapaz da vizinhança tocar. Ele me deixou tentar tocar algumas notas, mas eu era muito novo e pequeno para aquilo", conta o saxofonista. 

O professor - Pekka leciona música em universidades na Finlândia - e maestro já tocou com a All Star Afro-Cuban Jazz Orchestra e se diz apaixonado pela música brasileira. Além de citar músicos como Milton Nascimento, Djavan e Ivan Lins, Pekka conta se encantar com as tradições do Nordeste e revela carinho por um músico em particular. "Hermeto Pascoal tem sido um artista muito importante para mim. Eu estudei sua música e por sorte pude encontrá-lo em Helsinki, há alguns anos."

O músico, além de ter dedicado uma composição, "Hilipata", ao brasileiro, em seu CD "Opaque", de 2001, toca adiante uma big band baseada nas canções de Hermeto.

Mas as atividades de Pekka não param por aí. O finlandês ainda cuida de dois diferentes grupos musicais, Tube Factory e Global Unit, de onde deve pincelar boa parte das faixas para o repertório do show, além de desfilar material dos brasileiros do Sinequanon.

CONEXÃO - Para Maibrit Thomsen, diretora do Instituto Cultural da Dinamarca no Brasil, eventos como esse são modo para que o público brasileiro tenha acesso à música de artistas como Pekka, por exemplo. "A troca com o público e o intercâmbio entre os músicos fazem parte dos objetivos do Instituto Cultural da Dinamarca", conta.

A diretora acredita também que um acordo entre os países seja importante. "Estamos sempre abertos a novas parcerias e com certeza um projeto para mostrar música brasileira na Dinamarca seria muito interessante. Acho que com este tipo de projeto conseguimos estreitar mais as relações entre os países nórdicos e o Brasil."


Invasão do Jazz Nórdico - Show. Pekka Pylkkanen (Finlândia) e Sinequanon (Brasil). Hoje, às 20h. No Sesc Santo André - Rua Tamarutaca, 302. Tel: 4469-1200. Ingr.: de R$ 3 a R$ 12.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;