Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 18 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

São Caetano encaminhará à Câmara proposta
de auxílio emergencial às famílias do Di Thiene

AndreHenriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Da Redação
Do Diário do Grande ABC

05/10/2021 | 10:08


A Prefeitura de São Caetano encaminhará à Câmara nos próximos dias uma nova proposta de pagamento de auxílio emergencial às famílias que moravam no Condomínio Di Thiene, no Bairro Fundação. O prédio desabou em junho de 2019. O texto, que passará pela avaliação dos vereadores, prevê o pagamento de três parcelas de R$ 400,00 aos antigos moradores do local, referentes aos meses de outubro, novembro e dezembro. De acordo com a administração, o mesmo auxílio foi pago pela Prefeitura por 18 meses, entre julho de 2019 e dezembro de 2020.

“A Prefeitura, assim como sempre fez, concederá todo o apoio às famílias originárias no Di Thiene, neste momento, com auxílio emergencial. Não permitiremos que movimentos políticos utilizem do fato para promover ideais que não comungam com a cidade ordeira, que cuida das pessoas quando elas mais precisam. Estamos trabalhando para resolver a questão de habitação dessa população junto à CDHU, inclusive em tratativas para aquisição de terreno onde serão construídas moradias a essas famílias”, afirma o prefeito Tite Campanella (Cidadania).

Na segunda-feira (4), o chefe do Executivo recebeu relatório elaborado pela Comissão Especial de Vereadores que acompanha o caso do Condomínio Di Thiene, formada por Gilberto Costa, Jander Lira e Daniel Córdoba. Entre outros aspectos, o documento relaciona os pleitos das cerca de 100 famílias que moravam no local. Paralelamente à concessão do auxílio emergencial, segundo informações da administração, a Prefeitura atua em alternativas para ajudar na solução da busca por novas moradias às famílias. Uma delas é a desapropriação de terreno pertencente à Enel, na Avenida do Estado (avaliado em R$ 2 milhões), para que o governo do Estado construa moradias populares no local.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;