Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Scheidt elogia Brasil após vice em evento-teste da SSL Gold Cup: 'Clima positivo'

Divulgação/Roberto Castro/ME Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


04/10/2021 | 09:00


Robert Scheidt conduziu o Brasil ao vice-campeonato do evento-teste da SSL Gold Cup, competição entre países e inspirada na Copa do Mundo de futebol, que terminou no domingo, no Lago Neuchâtel, na Suíça. O título ficou com o barco da Croácia, que venceu a regata final. O terceiro e quatro lugares ficaram com Hungria e Suíça, respectivamente. O time brasileiro ganhou sete em oito provas disputadas, sendo superado somente na última e decisiva disputa. Nada que abalasse a confiança do capitão e camisa 10 do Brasil.

"A equipe superou em muito as minhas expectativas. Acho que a gente conseguiu criar um clima muito positivo dentro do time, que se entrosou bem e evoluiu muito nessas duas semanas que velejamos. Estou muito contente com a equipe e bastante animado para o que a gente tem para o ano que vem, na SSL Gold Cup. Vamos tentar construir um time ainda mais forte na competição. O time Brasil está de parabéns e, particularmente, foi um enorme prazer poder contar com essa tripulação e ajudar a criar esse clima tão positivo", afirmou o bicampeão olímpico.

O time brasileiro conseguiu uma boa largada, saindo na frente. Porém, no primeiro contravento do percurso, o vento rondou um pouco mais pelo lado direito da raia e o barco da equipe caiu para o quarto e último lugar. Em uma prova de recuperação, conseguiram cruzar a linha de chegada em segundo. "Velejamos em um nível muito alto nessas semanas e, pela nossa rápida evolução e entrosamento, acredito que temos condições de brigar pelo pódio na SSL Gold Cup, em 2022", complementou Scheidt.

Este foi o segundo evento-teste da SSL Gold Cup, cuja competição entre 56 países está programada para os meses de maio a junho de 2022. A equipe brasileira, apelidada de Brazilian Storm, reuniu 10 velejadores de renome internacional. Além do capitão, estiveram a bordo as bicampeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze e nomes consagrados da vela como Henrique Haddad, Gabriel Borges, Henry Boening, Juninho de Jesus, Joca Signorini, Alfredo Rovere e André Fonseca. Cada atleta tem seu número na camisa - Scheidt é o 10 - e os uniformes do Brasil, fornecidos pela organização, lembram a "amarelinha" da seleção pentacampeã do mundo de futebol.

Todos os países competiram em pé de igualdade. Os veleiros one design foram fornecidos pela organização. O barco SSL47 - uma versão do RC44, categoria bastante usada em regatas mundiais - tem regulagens do original que não podem ser alteradas. "A ideia da SSL Gold Cup é interessante, pois são barcos iguais e o que conta é o trabalho da tripulação", atestou Scheidt.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;