Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 18 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Em sequenciamento, FMABC detecta a cepa delta na região

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Estudo selecionou amostras de moradores de S.to André e S.Caetano; as 8 coletas tinham a variante


Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

02/10/2021 | 05:36


Sequenciamento genético realizado pela FMABC (Faculdade de Medicina do ABC) identificou a variante delta da Covid presente em oito amostras colhidas de moradores do Grande ABC, o que confirma o avanço da cepa na região.

O grupo selecionado inicialmente, de maneira randômica, foi composto por três moradores de Santo André e cinco munícipes de São Caetano, com idades de 13 até 91 anos. Foi levado em consideração o índice de positividade de cada cidade nos número de amostras recebidas pelo laboratório de análises clínicas da FMABC.

O projeto de sequenciamento genético teve início em agosto deste ano e recebeu investimento de R$ 100 mil, que foi utilizado para a aquisição de um sequenciador portátil, reagentes e computadores capazes de fazer a leitura do DNA completo do vírus.

Conforme o vice-reitor da faculdade, Fernando Fonseca, a intenção do projeto é a de sempre conseguir acompanhar a evolução e até as mutações da Covid-19 para que o mapeamento seja completo na região. “Um vírus altamente transmissível como este causador da Covid está sempre mudando para se adaptar. Quanto mais amostras tivermos para analisar, mais iremos entender como ele está se desenvolvendo na comunidade. Com essa iniciativa faremos um mapeamento mais detalhado dos casos na região”, declarou.

Ainda conforme o vice-reitor, as sequência obtidas serão depositadas na Epicov – plataforma multinacional que reúne as sequências genômicas e dados clínicos e epidemiológicos da Covid-19. “Isso permite que os profissionais do mundo inteiro possam acompanhar o que acontece na nossa região, elevando o nome não só da FMABC, mas de todo o Grande ABC”, avaliou Fonseca.

Apesar de inicialmente o volume processado ter sido de apenas oito amostras, a capacidade da faculdade nesse tipo de pesquisa aumenta de forma progessiva. Na segunda etapa serão 24 análises e quando a operação estiver em capacidade total serão 200 exames semanais.

A FMABC informou que comunicou tanto Santo André como São Caetano sobre a detecção das cepas com o intuito de que as administrações entendam o panorama atual das variantes predominantes. O Paço de Santo André e o Palácio da Cerâmica, entretanto, alegaram que não foram registrados casos da variante delta nas cidades. As demais cidades da região também sustentaram que não acusaram moradores infectados com a cepa.

Em lista mais recente enviada pela Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo e que contém todos os municípios paulistas em que a variante delta foi encontrada não há nenhum dos sete municípios que formam o Grande ABC. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;