Fechar
Publicidade

Sábado, 16 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Volks volta a interromper produção por falta de peças

André Henriques/ DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Montadora coloca trabalhadores dos dois turnos da fábrica de São Bernardo em férias coletivas de dez dias


Wilson Moço
Do Diário do Grande ABC

25/09/2021 | 17:13


Enquanto a GM volta a operar em dois turnos, a Volkswagen confirma nova parada em toda a fábrica de São Bernardo a partir de amanhã, com a retomada no dia 6 de outubro. No mesmo período, a unidade de Taubaté, no Vale do Paraíba, dispensará trabalhadores de um turno. Na planta da Via Anchieta, a paralisação envolve todo pessoal do chão de fábrica que trabalha em dois turnos de produção – cerca de 3.000 profissionais –, que ficarão dez dias em casa, em férias coletivas, segundo o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC.

Assim como ocorreu nas duas paradas adotadas até agora pela montadora alemã, o motivo é a falta de componentes, sobretudo semicondutores, utilizados na montagem de toda a parte eletrônica dos veículos. Informações também dão conta que faltam barras de direção, que equipam os modelos produzidos na planta da região, casos da Saveiro, Virtus, Polo e Nivus.

Aliás, a escassez de semicondutores em razão da crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, que afetou montadoras de forma global, levou à interrupção da produção na Volkswagen de São Bernardo em junho (dez dias) e julho (20). A companhia ainda tinha esperança que a oferta de componentes fosse normalizada, mesmo que parcialmente, quando decidiu protocolar pedido de férias coletivas.

Outra montadora de São Bernardo que tem enfrentado problemas com a falta de componentes é a Scania, fabricante de caminhões localizada no bairro Assunção. As paradas adotadas pela empresa são geralmente de dois dias, exceto no feriado de 7 de Setembro, quando iniciou a interrupção da produção no dia 6 e emendou a semana toda (8, 9 e 10). Agora, comunicou que deve dispensar os funcionários amanhã e terça-feira.

VOLTA AO TRABALHO

No mesmo dia em que a Volkswagen inicia paralisação de dez dias e a Scania por dois, a GM (General Motors) retoma a produção normal de veículos na fábrica de São Caetano e na próxima segunda-feira na planta de Gravataí, no Rio Grande do sul), com o retorno do segundo turno de trabalho nas duas unidades. 

Com isso, a montadora norte-americana reforça a produção com cerca de 1.800 trabalhadores que estavam em férias coletivas e projeta recuperar ao menos parte dos cerca de 200 mil veículos que deixou de produzir no período em que as unidades ficaram fechadas por falta de semicondutores.

Assim, a partir da semana que vem as três fábricas de automóveis da marca no País estarão trabalhando em dois turnos – a de São José dos Campos, no Vale do Paraíba (São Paulo), onde são feitos a picape S10 e o SUV Trailblazer, já operava nessas condições. Só com a operação em um turno nas unidades do Rio grande do Sul e do Interior paulista, a partir de meados de agosto, a marca alcançou 12% de participação nas vendas de automóveis e comerciais leves. Nos últimos meses, a fatia estava na casa dos 7%.

Hoje está prevista também a volta dos funcionários do segundo turno da fábrica da Hyundai em Piracicaba, após dez dias de dispensa. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;