Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Estado promete normalizar ônibus para crianças da Borda do Campo


Fabio Leite
Especial para o Diário

27/08/2005 | 07:26


O impasse que envolve o transporte escolar gratuito dos alunos da Escola Estadual Francisca Helena Fúria, no Recreio da Borda do Campo, em Santo André, está próximo do fim. A dirigente Regional de Ensino, Maria Aparecida Celisberto, assegurou que em três dias, a contar da data de solicitação feita pelas mães, todos os alunos poderão ir e voltar da escola nos ônibus cedidos pelo Estado.

"As mães devem encaminhar uma relação com os nomes das crianças que têm direito ao transporte, mas que não foram cadastradas. Num prazo de três dias todas terão direito ao ônibus escolar", garantiu a dirigente depois de reunião com mães de alunos e a direção da escola na última quinta-feira.

Algumas mães, contudo, continuam céticas quanto à garantia apresentada. "Ela (dirigente) disse para procurarmos a diretoria para resolver o problema, mas já fizemos isso antes", diz a dona-de-casa Vanessa dos Reis, mãe de duas alunas sem direito ao transporte. "Quero só ver. Na segunda-feira vou lá com todos os documentos de novo", conta a funcionária pública Cleide Maria dos Santos.

Na última quarta-feira, após a publicação de reportagem do Diário, o vereador José de Araújo (PMDB) aprovou na Câmara requerimento pedindo cadastro permanente dos alunos e emissão de 2ª via nos casos de perda de identificação. Segundo levantamento do parlamentar, das 320 vagas disponíveis, 67 estão ociosas, o que reitera a declaração das mães de que os veículos chegam à escola com poltronas desocupadas.

A dirigente de ensino também disse que os veículos em más condições serão trocados definitivamente na segunda-feira. Sexta-feira, ônibus provisórios fizeram o transporte das crianças. Maria Aparecida disse que a antiga empresa não atendeu às exigências. "Houve um compromisso de troca de veículos, que não foi cumprido."

\r\n\r\n

Prefeitura exige derrubada de muro em rua atrás de feira livre\r\n

\r\n\r\n

Aline Mazzo<br>Especial para o Diário\r\n
 \r\n
A Prefeitura de Santo André informou que o muro construído na travessa das Verbenas, na Vila Alzira, é irregular. A construção bloqueia a única passagem que dá acesso a uma rua paralela à travessa, utilizada pelos moradores locais como saída de veículos às quartas-feiras, quando acontece uma feira livre na rua Coronel Seabra, que é a saída oficial da rua. O Diário publicou reportagem na última quinta-feira, relatando o drama dos moradores que ficam ilhados no dia em que ocorre a feira livre.

\r\n\r\n

Segundo a Prefeitura, o muro foi embargado em 22 de julho pelo Departamento de Controle Urbano e está sendo feita a devida ação fiscal. A construção foi feita pelo dono de um desmanche, que não concordava que a saída fosse feita pelo terreno. No dia 4 de agosto, ainda segundo a Prefeitura, o dono do desmanche recebeu multa e notificação para a demolição imediata do muro. As informações obtidas pelo cadastro fiscal imobiliário de Santo André atestam que o lote particular não se sobrepõe ao córrego que fica no fim da rua, portanto, não chega até a passagem de terra, segundo dados da Prefeitura de Santo André.

\r\n\r\n

Nos próximos dias, a Prefeitura diz que fiscais municipais retornarão ao local para verificar se o muro foi demolido. Caso não tenha ocorrido, o responsável pela construção será multado novamente. Os valores das multas não foram divulgados pela Prefeitura.",1]);//-->

O responsável pela empresa que fazia a linha, Alexandre do Carmo, contesta a versão. "Os veículos passaram por vistoria. Estamos com toda a documentação em dia. Tudo o que pediram foi feito. Meus ônibus não têm problema algum. Podem circular em qualquer lugar do Estado."


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;