Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Seleção feminina reduz rivalidade entre Palmeiras e Corinthians antes de final

Divulgação/ CBF Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


22/09/2021 | 05:40


A técnica Pia Sundhage conseguiu fazer algo pouco provável com a convocação da seleção brasileira feminina: diminuir a rivalidade entre Corinthians e Palmeiras, dias antes da grande final do Brasileirão, marcada para domingo, na Neo Química Arena, em São Paulo.

Foram chamadas para os amistosos contra a Argentina oito jogadoras que estarão em campo na casa corintiana no fim de semana. Nesta quarta-feira as equipes se enfrentam pela sexta rodada do Campeonato Paulista, mas as convocadas pela treinadora sueca devem ser preservadas justamente para a grande decisão.

Pia chamou três palmeirenses: a zagueira Thaís e as meio-campistas Ary Borges e Katrine. E cinco corintianas: as laterais Tamires e Yasmim, a zagueira Erika, a meia Andressinha e a atacante Vic Albuquerque, esta apenas para o segundo jogo. No clássico de segunda-feira, ainda tinha Agustina Barroso em campo pelo time argentino. Ela é defensora do Palmeiras.

Com o clima festivo que costuma cercar jogadores de seleção, não importa a categoria, corintianas e palmeirenses "esqueceram" que estarão em lados opostos no domingo e viveram dias de total harmonia nesses amistosos que promoveram renovação do grupo da seleção brasileira.

Foram fotos juntas, muita resenha, brincadeiras e clima de total integração. As trocas de elogios comprovam que é possível um convívio entre jogadoras de equipes distintas do mesmo estado. "É bem engraçada essa convivência, porque rola aquela rivalidade entre Corinthians e Palmeiras. Mas toda essa rivalidade acaba ficando lá. Quando a gente vem representar a camisa da seleção brasileira, viramos companheiras de equipe", afirma a palmeirense Ary Borges. "No futebol feminino tem muita amizade, então o tratamento umas com as outras aqui é normal, temos uma relação de amigas", garante.

A experiente Erika, zagueira corintiana, também segue a linha de que amizade é possível entre atletas rivais. "Foi importante convivermos juntas aqui, até para parar com a rivalidade fora do campo", afirma. "Normalmente não temos isso, mas esse período deixou uma relação mais amigável. Porém, dentro do campo são elas lutando pela camisa delas e a gente pela nossa."

O Corinthians ganhou o primeiro jogo, no Allianz Parque, por 1 a 0, com gol de Gabi Portilho, e entrará em campo precisando de um empate para ganhar o Brasileirão pela terceira vez. O Palmeiras terá de ganhar se quiser festejar o título inédito. Triunfo das visitantes por um gol leva a decisão para pênaltis. Se vencer por mais gols de diferença, o time alviverde garante o troféu.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;